Esportes Botafogo assina pré-contrato de SAF com sócio do Crystal Palace

Botafogo assina pré-contrato de SAF com sócio do Crystal Palace

Agência Estado - Esportes

O Botafogo deu um passo importante nesta sexta-feira para seguir o caminho do Cruzeiro, que vendeu a maior parte do seu departamento de futebol a Ronaldo. O clube carioca assinou um pré-contrato que dá ao americano John Textor a prioridade na compra da sua Sociedade Anônima do Futebol (SAF).

O anúncio ainda não foi oficializado pela direção do clube carioca, mas foi comemorado por Pedro Mesquita, sócio da XP que intermediou o acerto entre Ronaldo e o Cruzeiro. "Gostaria de parabenizar o Botafogo pela assinatura de acordo com o grupo liderado pelo americano John Textor! Mais um clube que escolheu o caminho da profissionalização! Parabéns a todos os envolvidos!", declarou, em suas redes sociais.

No fim de outubro, o Botafogo contratou a empresa para "atrair investidores, com o objetivo de consolidar o projeto de transformação em clube-empresa". "O Botafogo é hoje o produto de investimento do futebol mais interessante no país. E a vinda da XP prova isso. Estamos um passo à frente das demais instituições esportivas, antes era no conceito e agora também com a execução desta gestão", disse Jorge Braga, CEO do Botafogo, à época.

John Textor, que deve fazer um aporte no Botafogo superior aos R$ 400 milhões previstos por Ronaldo no Cruzeiro, é conhecido no meio do futebol por ser dono de 18% das ações do Crystal Palace, time da primeira divisão do campeonato inglês. Ele tentou comprar parte do Benfica, sem sucesso. E já demonstrou interesse no RWD Molenbeek, da segunda divisão da Bélgica.

O empresário americano é programador de origem e costuma fazer negócios ligados às mídias. Ele é dono de uma companhia especializada em efeitos especiais e fundou a fuboTV, especializada em streaming nos EUA. Quando abriu suas ações na Bolsa de Nova York, a empresa foi avaliada em US$ 8 bilhões (cerca de R$ 45 bilhões), em outubro de 2020.

O Botafogo tenta seguir o caminho do Cruzeiro, que se transformou em clube-empresa e direcionou seu departamento de futebol para se tornar uma SAF, com base em legislação recentemente aprovada pelo Congresso Nacional.

Últimas