Esportes Atlético-MG busca encerrar jejum fora de casa para manter perseguição aos líderes

Atlético-MG busca encerrar jejum fora de casa para manter perseguição aos líderes

Ainda com esperanças de conquistar o título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG terá dois desafios nesta quarta-feira para seguir na perseguição ao líder Internacional. Às 21h30, no estádio da Serrinha, visitará o Goiás buscando emplacar a terceira vitória consecutiva. Se conseguir, vai encerrar um jejum como visitante. O duelo é válido pela 34.ª rodada.

Com 60 pontos, na terceira posição, o Atlético-MG está a cinco do Inter. E se manteve na briga pela taça por ter emplacado dois triunfos consecutivos, diante de Santos e Fortaleza. Só que ambos os jogos foram no Mineirão, onde o time construiu a reputação de melhor mandante do torneio.

Longe de casa, porém, o time é apenas o 11.º colocado, com 18 pontos somados em 16 jogos, tendo tropeçado nos últimos três. E precisando ser perfeito para ameaçar o Inter, vai ter de encerrar esse jejum, ainda mais que o compromisso seguinte, com o Fluminense, será no Maracanã.

Além disso, o Atlético-MG não emplacar uma série maior do que a atual, de duas vitórias, desde a 13.ª rodada, quando ganhou o quarto duelo consecutivo. É outro desafio para o time, que também espera aproveitar o fato de Inter e Flamengo, os dois primeiros colocados, só atuarem na quinta-feira para pressioná-los.

Para o duelo, o técnico Jorge Sampaoli não teve novos desfalques e ainda relacionou o meia argentino Zaracho, recém-recuperado de lesão. A tendência é que ele mantenha a formação que superou o Fortaleza, no último domingo, com o trio ofensivo composto por Savarino, Eduardo Sasha e Vargas.

Não será, porém, surpresa se o inventivo treinador fizer algumas mudanças. Ele tem como opção, por exemplo, escalar o lateral Guilherme Arana mais avançado, como, inclusive, posicionou a equipe no segundo tempo contra o Fortaleza, algo que poderia provocar até a saída de Vargas da formação.

"Tenho que tentar chegar mais vezes na área quando o Savarino, Keno, Arana fazem os cruzamentos. Às vezes não estou ou chego tarde. Acredito na minha continuidade e por isso estou trabalhando para tentar fazer mais gols", disse o chileno, autor de 2 gols em 11 jogos pelo clube.

Últimas