Após acordo, Campeonato Escocês é encerrado e Celtic é declarado campeão

A Europa teve nesta segunda-feira mais uma liga nacional encerrada sem o término da temporada em campo por conta da pandemia do novo coronavírus. Depois de França, Holanda e Bélgica, foi a vez da Escócia declarar encerrado o seu campeonato após uma decisão unânime de todos os 12 clubes do torneio. Assim, o Celtic foi proclamado campeão.

Este é o nono título consecutivo do clube de Glasgow, o 51.º de sua história. "Gostaria de parabenizar oficialmente o Celtic por vencer a liga escocesa nesta temporada. Nós todos gostaríamos de ter o resto da competição sendo jogado em estádios com torcedores. Essa não é a maneira que o futebol escocês gostaria de concluir o campeonato, mas, dadas as circunstâncias graves e sem precedentes que enfrentamos hoje, a direção entrou em acordo que essa é a única solução prática", declarou o presidente da liga, Murdoch MacLennan, em nota oficial.

A entidade optou por manter a tabela da classificação da última rodada, disputada em 13 de março, antes da suspensão do campeonato por causa da crise da covid-19. O Celtic estava 13 pontos (80 a 67) na frente do segundo colocado, o rival Rangers. O Motherwell, com 46, ficou em terceiro lugar. Já o Hearts, com apenas 23 pontos, foi rebaixado para a segunda divisão.

Os 12 clubes da elite do país chegaram à conclusão na semana passada de que seria impossível retomar a competição. A média de pontos por jogo foi o critério utilizado para determinar as posições finais na tabela de classificação. O único que mudou de posição com esse cálculo após a paralisação no dia 13 de março foi o St. Johnstone, que chegou ao sexto lugar.