Esportes Antes quarta opção, Kaio Jorge é a arma de Cuca no Santos na visita ao Vasco

Antes quarta opção, Kaio Jorge é a arma de Cuca no Santos na visita ao Vasco

Raniel, Eduardo Sasha e Uribe já foram os centroavantes titulares do Santos no ano. O jovem Kaio Jorge chegou a ser quarta opção. Um ficou doente e os outros dois deixaram o clube. Com o clube sem opções e verbas para contratar, o jovem acabou ganhando espaço, se firmou, e neste domingo é a aposta do técnico Cuca para o time manter o embalo e desbancar o Vasco, às 16 horas, em São Januário, pelo Brasileirão.

Kaio Jorge vem tão bem no Santos que já virou rotina suas convocações à seleção brasileira sub-20. E a cada jogo ganha a confiança do torcedor. Os dois gols na Libertadores diante do Grêmio o fizeram ser eleito o melhor do jogo e o conduziram à briga pela artilharia. Já foram cinco bolas nas redes no torneio.

Com a chance de Marinho ganhar descanso após acusar dores musculares, Kaio Jorge garante estar pronto para ser "o cara" em São Januário. Depois de usar reservas e ser goleado pelo Flamengo, desta vez o Santos utilizará o que tem de melhor em busca da retomada das vitórias no Brasileirão.

O Vasco vem de cinco jogos sem triunfos e vai ter de atacar. Com seus velozes atacantes empolgados, o Santos vai explorar os contragolpes e o faro de gol apurado de Kaio Jorge para voltar do Rio, uma semana depois da dura derrota para o Flamengo, com um resultado positivo.

Curiosamente, Kaio Jorge podia estar brilhando com a camisa de outro time paulista. Aos 13 anos, ele foi reprovado em peneira do São Paulo, atual líder do Brasileirão, por não ter "estatura". Foi para o Santos e hoje começa a brilhar na carreira.

Além da chance de Marinho ser poupado, outros dois nomes devem ser desfalques no Rio. O lateral-direito Pará também sofre com o desgaste físico e deve dar lugar a Madson. Jobson não joga no meio. Por outro lado, Diego Pituca retorna após duas partidas fora.

Com 38 pontos e sem riscos de perder a oitava colocação, o Santos quer subir na tabela e terminar entre os melhores para se garantir na Libertadores de 2021. Mesmo com chance de se classificar vencendo a atual edição, a meta é ficar entre os seis melhores do Brasileirão.

Últimas