Esportes

1/12/2013 às 13h35

Os 12 estádios da Copa do Mundo do Brasil-2014

A seis meses do início da Copa do Mundo de 2014, que será realizada dos dias 12 de junho a 13 de julho no Brasil, a metade dos 12 estádios já está pronta e seis ainda estão em obras.

As Arenas de Cuiabá, Coritiba, Manaus, São Paulo, Natal e Porto Alegre precisam ficar prontas até o dia 31 de dezembro, de acordo com o prazo estipulado pela Fifa.

Os outros seis (Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Brasília) já foram usados em junho deste ano na Copa das Confederações.

O acidente fatal que deixou dois mortos nas obras do estádio Itaquerão, de São Paulo, que receberá o jogo de abertura, pode comprometer o cronograma.

Os números citados neste quadro são oficiais, usando como fonte o portal do governo brasileiro para a Copa do Mundo (www.copa2014.gov.br). Na ausência de alguns dados governamentais, foram usadas informações do Sindicato Nacional de Arquitetos e Ingenheiros do Brasil (Sinaenco, www.portal2014.org.br).

--Seis estadios ainda em obras

CUIABÁ: As obras da Arena Pantanal, que receberá quatro partidas do Mundial, deveriam ter sido concluídas em outubro, mas o estádio ainda não recebeu nem os assentos nem o gramado, constataram jornalistas da AFP. No meio do mês de novembro, o avanço das obras estava em 87%.

Capacidade: 44.000

Custo: 519,4 millones de reales

CURITIBA: As obras da Arena da Baixada, que receberá quatro partidas da Copa, estavam 83% concluídas no final do mês de setembro, de acordo com os últimos números divulgados pelo governo. A ideia de instalar um teto retrátil acabou sendo abandonada, pelo menos para o Mundial, já que corria o risco de atrasar as obras.

Capacidade: 43.000

Custo: 234 millones de reais (131 milhões através de financiamento público).

MANAUS: O avanço das obras da Arena da Amazonia, que receberá quatro partidas do Mundial, está em 90% de acordo com os últimos dados divulgados. Cerca de 1.700 operários trabalham em dois turnos para possibilitar a entrega do estádio no prazo, em dezembro.

Capacidade: 44.000 (40.000 depois da Copa)

Custo: 515 milhões de reais (375 milhões através de financiamento público)

NATAL: A Arena das Dunas, que receberá quatro partidas da Copa, tinha 94% das suas obras concluídas no início do mês de novembro. Os assentos, o sistema de ar condicionado e as escadas rolantes ainda precisam ser instaladas.

Capacidade: 42.000 (32.000 depois da Copa)

Custo: 350 millones de reales (Fonte: Sinaenco)

PORTO ALEGRE: O avanço das reformas do Beira-Rio, estádio do Internacional, estava em 88% ao final do mês de setembro. A Arena receberá cinco partidas da Copa.

Capacidade: 60.800 (Fonte: Sinaenco).

Custo: 330 milhões de reais (235 milhões através de financiamento público)

SÃO PAULO: O 'Itaquerão', palco do jogo de abertura da Copa no dia 12 de junho e de outras cinco partidas, estava 93% concluída no final do mês de outubro. Dois operários morreram no último dia 27 de novembro, quando um guindaste caiu sobre o teto do estásdio. Houve estragos nas arquibancadas, na cobertura e na estrutura metálica.

Capacidade: 69.160

Costo: 820 millones de reais (fonte: Sinaenco)

--Seis estádios já concluídos

RIO DE JANEIRO: Após ficar dois anos e meio fechado para reformas, o tempo do futebol brasileiro reabriu suas portas em junho, para a Copa das Confederações, recebendo inclusive a final, na qual o Brasil atropelou a Espanha por 3 a 0. No Mundial, serão sete jogos, inclusive a decisão, no dia 13 de julho de 2014.

Capacidade: 78.838

Custo: 808 milhões de reaises (400 milhões através de financiamento público) de acordo com o governo, 1,120 bilhão de reais de acordo com fontes extraoficiais citadas por vários veículos da imprensa brasileira.

BRASÍLIA: O estádio Mané Garrincha, da Capital Federal, receberá sete partidas da Copa. Em junho, foi o palco da vitória por 3 a 0 do Brasil sobre o Japão na partida de abertura da Copa das Confederações.

Capacidade: 72.000

Custo: 1,015 bilhão de reais

BELO HORIZONTE: O Mineirão, que passou por três anos de reformas, receberá seis partidas da Copa, inclusive uma das semifinais.

Capacidade: 62.160

Custo: 666 millones de reais

FORTALEZA: O Castelão, inaugurado pela presidente Dilma Roussef em 16 de dezembro de 2012, foi o primeiro dos 12 estádios a ser concluído. No Mundial, receberá seis partidas.

Capacidad: 63.903

Custo: 518,6 mililhões de reais (351,5 milhões através de financiamento público)

RECIFE: A Arena Permanbuco, construída na região metropolitana de Recife, receberá cinco partidas da Copa.

Capacidade: 46.000

Custo: 529,5 milhões de reais (397 milhões através de financiamento público)

SALVADOR: A Arena Fonte Nova, inaugurada em 5 de abril de 2013, reciberá seis partidas do Mundial.

Capacidade: 55.000

Custo: 591 milhões de reais (323 milhões através de financiamento público do BNDES e 268 de recursos públicos estatais)

lbc/lg

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

AS MAIS CLICADAS

Compartilhe
Amor sem limites...de altura

Gigantes da NBA adoram uma baixinha! Veja as melhores fotos

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Quem será?

Neymar posta foto do seu novo e verdadeiro amor na Espanha

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Em Barcelona

Recaída? Mãe do filho de Neymar visita Barcelona e fãs ficam revoltados

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saudades

Veja os atletas que morreram e você nem sabia

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Esportes

  • Últimas do R7

Shopping

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!