R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

1 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Mais Esportes/Notícias

Icone de Mais Esportes Mais Esportes

publicado em 06/05/2011 às 13h42:

Toquinho encara ex-parceiro de treino e analisa duelo ao R7: "Nós sabemos o que vamos ter pela frente"

Faixa preta de jiu-jitsu encara o duro ALexandre Cacareco no UFC Rio, no dia 27 de agosto

Diego Ribas, do R7

Publicidade

Confirmado na tarde da última quinta-feira (5) para fazer parte do card do UFC Rio, que acontece no dia 27 de agosto, o mineiro radicado na cidade maravilhosa Rousimar "Toquinho" Palhares era só alegria.

Acompanhe a página de MMA do R7

Toquinho, como é conhecido na academia, luta no maior evento de MMA do mundo desde 2008, e agora terá pela frente um velho conhecido; o ex-parceiro de treinos na academia BTT (Brazilian Top Team) Alexandre “Cacareco”.

Apesar terem estilos semelhantes, baseado no forte jogo de finalizações no chão, Toquinho afirma não ser possível analisar o combate.

- Luta é luta né? Ele foi para outra equipe, pode ter mudado o jogo. Mas é basicamente a mesma coisa, derrubar, bater e tentar pegar no chão. Não tenho como falar sobre a luta em si, porque nós dois sabemos o que vamos pegar pela frente [risos].

Como mora e treina no Rio de Janeiro, Toquinho estará livre de qualquer problema com adaptação ao clima ou fuso horário. De acordo com o atleta, as dificuldades apresentadas depois de horas de voo nunca foram superadas completamente.

- Não precisar se adaptar ao clima e ao fuso horário é uma grande vantagem. Normalmente eu viajo cinco dias antes da luta, mas até hoje eu não me acostumei [risos]. O único problema é na hora de dormir, porque o sono fica meio bagunçado.

Confira a entrevista exclusiva de Rousimar Toquinho ao R7

R7 - Rousimar, tudo certo para o UFC Rio? Confirmada sua participação?
Toquinho -
Maravilha, está tudo certo. Fiquei felizão com isso, poder lutar em casa é demais.

R7 - Além da torcida, qual a grande vantagem em lutar em casa?
Toquinho -
Rapaz, eu não gosto muito de viajar [risos], então isso já me ajuda muito. Mas, lutando aqui, o pessoal que sempre esteve comigo vai estar presente, ao vivo. Lutar no clima que a gente é acostumado e adaptado.

R7 - A adaptação ao clima é um problema para você?
Toquinho -
Não precisar se adaptar ao clima e ao fuso horário é uma grande vantagem. Normalmente eu viajo cinco dias antes da luta, mas até hoje eu não me acostumei ao fuso [risos].

R7 - E isso atrapalha o seu rendimento durante a luta?
Toquinho -
Não, de forma alguma. Atrapalha só na hora de se alimentar e dormir. Mas como a gente tem que perder peso, comer é o de menos [risos]. O problema é na hora de dormir, porque o sono fica meio bagunçado, mas o desempenho na luta não muda em nada.

R7 - E sobre perder peso, você pesa quanto normalmente? E na hora da luta?
Toquinho -
Eu peso entre 92 kg e 93kg. É tranquilo perder o peso porque a partir do momento em que marcamos a luta eu já baixo para 89 kg e perco o resto bem próximo da luta. Antes eu recuperava quase toda essa diferença, mas hoje em dia eu ganho no máximo uns 4 kg. Não gosto de ganhar tanto peso assim de uma hora para outra, me deixa pesado.

R7 - Fale sobre o Cacareco. Você foram parceiros de treino. Qual a relação que vocês têm?
Toquinho -
Olha, faz muito tempo que não nos falamos. Desde que ele saiu nos falamos apenas uma vez. Nos dávamos muito bem, sempre nos ajudando nos treinos.

R7 - Vocês têm estilos bem parecidos, de derrubar e finalizar. Como você vê esta luta com ele?
Toquinho -
Luta é luta, né? Ele foi para outra equipe, pode ter mudado o jogo. Mas é basicamente a mesma coisa, derrubar, bater e tentar pegar no chão. Não tenho como falar sobre a luta em si, porque nós dois sabemos o que vamos pegar pela frente [risos]

R7 - Para terminar, como você se vê na categoria hoje em dia? Você teve aquela polêmica com o Nate Marquardt, e logo depois venceu outro combate...
Toquinho -
Nossa, aquilo ali foi um erro que eu aprendi muito, e garanto que não vou cometer de novo. Me vejo muito bem na categoria. Sou baixo para o peso, mas em termos de técnica e força, eu me sinto tranquilo.


Veja Relacionados:  ufc, mma
ufc  mma 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping