R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

26 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Mais Esportes/Notícias

Icone de Mais Esportes Mais Esportes

publicado em 09/02/2013 às 00h30:

Médico revela que Vitor Belfort faz
reposição hormonal há mais de um ano

Diretor da Comissão Atlética Brasileira de MMA aprova tratamento do atleta

Diego Ribas, do R7


Publicidade

A notícia divulgada durante a semana de que Vitor Belfort fez uso de reposição hormonal para o combate contra Michael Bisping no UFC SP, em janeiro, não pegou todos de surpresa.

Em entrevista ao R7, o Dr. Márcio Tannure, diretor médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA, revelou que o lutador fazia o tratamento há mais de um ano com permissão do órgão fiscalizador de Nevada.

- Para esse evento, nós trabalhamos em conjunto com a Comissão Atlética de Nevada, e aceitamos o histórico médico de todos os pacientes cedidos por eles. Pelo que vi, o Vitor já fazia uso do tratamento há mais de um ano.

Acompanhe a página de MMA do R7


Apesar de ainda ser tratado com um ar polêmico, o tratamento em questão é, de acordo com Tannure, apenas uma maneira de permitir que determinados atletas possam permanecer competindo em alto nível.

Apontada pelos críticos como um “doping autorizado”, a reposição hormonal, ao contrário do doping, não permite que um atleta compita com índices de testosterona acima do normal.

- Não é doping, pelo contrário. O tratamento permite ao lutador competir em iguais condições. Ele faz isso para ter seus hormônios na normalidade, no mesmo nível dos adversários.

O motivo que gera o interesse e permite que os atletas façam o tratamento é a queda gradativa da produção de testosterona de seus corpos. Mudança considerada normal tanto para competidores em alto nível, quanto para qualquer outro cidadão comum.

- Essa queda na produção de testosterona começa a partir dos 30 anos ou dos 40 anos. Mas pode acontecer em qualquer idade. Tem gente que nasce com hipogonadismo, mas tem pessoas que nunca precisarão fazer essa reposição.

Dentre as pesquisas e leituras feitas por Tannure, existe uma suspeita de que atividades físicas em alta intensidade (alto rendimento) podem acelerar o processo de queda na produção de testosterona dos atletas.

Veja as respostas do quiz


 


 

Veja Relacionados:  ufc,mma,pride,strikeforce,luta
ufc  mma  pride  strikeforce  luta 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping