R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

24 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Mais Esportes/Notícias

Icone de Mais Esportes Mais Esportes

publicado em 22/02/2013 às 00h30:

Lutador de MMA desde os 14 anos, gringo promete jiu-jitsu brasileiro para vencer aluno de Popó

Sean Cubby encara Lúcio Curado pelo cinturão dos pesos leves do Jungle Fight nesta sexta-feira

Diego Ribas, do R7

Publicidade

Com apenas 19 anos de idade e um cartel invicto após cinco combates, Sean “Cubby” pode parecer inexperiente para disputar o cinturão dos pesos leves (70 kg) do Jungle Fight. Mas engana-se quem pensa que isso possa pesar contra o jovem lutador em seu duelo contra Lucio Curado nesta sexta-feira (22).

Praticante de artes marciais desde os quatro anos de idade, o americano estreou no MMA aos 14, apenas dois anos depois de iniciar os treinos de jiu-jitsu, sua especialidade, arte que vem aprimorando com o mestre brasileiro Sylvio Behring. 

— Comecei a treinar taekwondo e hapkido aos quatro anos e, aos 12, iniciei no programa de jiu-jitsu da minha academia. Quando tinha 14, teve um evento de MMA na minha cidade e um amigo de treino cancelou, mas eu aceitei lutar. Apesar de tão jovem e não ter o treinamento adequado, finalizei meu oponente de 26 anos com uma chave de braço. Depois disso, essa é a minha vida.

Apaixonado pela arte suave, técnica aprimorada e difundida no Brasil pela família Gracie, Cubby está em casa. Auxiliado pela equipe X-Gym, a mesma onde treinam feras como Anderson Silva e Ronaldo “Jacaré”, o americano faz sua terceira luta no país onde garante ter se acostumado com a pressão da torcida contrária. 

— Não posso ficar preocupado com a torcida. Sei que, no fim de cada luta, alguns deles acabam gostando de mim também. Ganho o respeito de alguns pelos meus combates, então consigo me focar apenas em fazer o meu trabalho ali na hora.

Nesta sexta, o aspirante a ídolo do MMA terá pela frente Lúcio Curado, pupilo de Acelino “Pópo” Freitas que vem afiando a mão com o ex-campeão mundial de boxe em Brasília. A bagagem do ex-pugilista também parece não incomodar o confiante atleta, que prometeu um tempero brasileiro para vencer no Rio de Janeiro. 

— Sei que o Lúcio é um excelente striker, tem um boxe afiado e que está treinando com o Popó. Mas quero fazer o meu jiu-jitsu brasileiro prevalecer. Não vou fugir da luta em pé, mas vou tentar levar o combate para o chão e aproveitar o clinche a todo momento.


 
Veja Relacionados:  jiu-jitsu, Popó, Lúcio Curado, Jungle Fight
jiu-jitsu  Popó  Lúcio Curado  Jungle Fight 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping