R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

28 de Agosto de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Mais Esportes/Notícias

Icone de Mais Esportes Mais Esportes

publicado em 12/06/2011 às 14h40:

Fábio Maldonado elogia atuação de Cigano
no UFC 131: “Ele é o futuro do MMA”

Para o meio-pesado (93 kg), catarinense é o favorito diante do campeão Cain Velasquez

Diego Ribas, do R7

Publicidade

Escalado de última hora para comentar o UFC 131 no R7 após um imprevisto com o peso-pesado Antônio “Pezão”, que precisou pegar um voo para a Califórnia, Fábio Maldonado aprovou a participação do amigo Júnior Cigano diante do brutamonte Shane Carwin. 

Acompanhe a página de MMA do R7

- O Cigano lutou muito bem, venceu o cara que tem a mão mais pesada da história do UFC. E olha que o Carwin estava bem melhor do que quando perdeu para o Brock Lesnar.
A ocasião a que se refere o meio-pesado (93 kg) ocorreu no UFC 116, quando Carwin atropelou o rival no primeiro round, mas cansou e foi finalizado na etapa seguinte.

Para evitar o cansaço prematuro no octógono, o americano se apresentou visivelmente mais em forma, cerca de 15 kg mais leve do que em sua última luta, o que pode ter feito a diferença e impedido que ele fosse nocauteado pelo brasileiro, que “passeou” no octógono.

- O Cigano é administrou bem, evitou a mão pesada do Carwin. Mas preparo físico é o que ele mais tem, é um fenômeno mesmo, muito forte. Ele é o futuro do MMA, e vai ser campeão do UFC um dia.

Este dia, aliás, pode estar perto. Logo após a vitória por decisão unânime dos jurados ser anunciada, o brasileiro recebeu o convite oficial do evento para enfrentar o atual campeão dos pesados, Cain Velasquez, que subiu no octógono para cumprimentar o futuro oponente.

Para Maldonado, apesar de ser o desafiante, Júnior Cigano é o favorito para roubar o cinturão.

- Nas duas últimas lutas, o Cigano lutou 30 minutos, isso vai dar a experiência que faltava, porque aprendeu a dosar o gás. Contra o Velasquez vai ser uma luta dura, mas se tem um cara para vencer ele é o Cigano, pode anotar, ele nasceu para isso.

Depois de ressaltar que o estilo de lutas da maioria dos brasileiros se encaixa melhor em combates de cinco rounds, Fábio Maldonado, que perdeu sua última luta contra o americano Kyle Kingsbury, mandou um recado para seu fãs.

- Me desculpem pela minha última apresentação, vou voltar bem melhor. Não tenho medo de tentar e de falar: “Não luto para ser mais um na categoria”.

 


 

Veja Relacionados:  ufc, mma
ufc  mma 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping