Capitão da França na Davis comemora ausência de Djokovic em equipe sérvia

O capitão da França na Copa Davis não escondeu nesta quarta-feira a alegria pela ausência de Novak Djokovic na equipe da Sérvia que os franceses enfrentarão no fim de semana, em busca da vaga na grande final do Grupo Mundial. O ex-número 1 do mundo está afastado das quadras por conta de lesão e só voltará a competir em 2018.

"A ausência de Djokovic é uma ótima notícia para nós. É certo que agora teremos muito mais chances [de vencer o confronto]", comemorou Yannick Noah, ex-tenista e atual capitão do time francês na Davis.

Djokovic se afastou do circuito no fim de julho para tratar uma contusão no cotovelo. Sem o dono de 12 títulos de Grand Slam, a Sérvia terá Dusan Lakovic, 80º do ranking, e Laslo Djere, 95º.

A baixa de Djokovic traz alívio aos franceses também por conta de desfalques em sua própria equipe. Longe de estar com força máxima, o time da França não terá Richard Gasquet, Gilles Simon e Gael Monfils. Os dois primeiros vivem má fase, enquanto Monfils se recupera de problema físico.

"Nós sabemos que estamos tendo uma temporada fraca, mas não precisamos ficar nos lembrando disso todos os dias. Não é uma abordagem construtiva", disse Noah, ao ser questionado sobre a fase ruim dos tenistas franceses no circuito.

Jo-Wilfried Tsonga, atual 18º do ranking, e Lucas Pouille, 22º, serão os representantes da França nos jogos de simples no saibro do Stade Pierre Mauroy, na cidade de Lille. O vencedor do confronto vai enfrentar na final a equipe vitoriosa do duelo entre a Bélgica e a Austrália, que vão se enfrentar também no saibro, no Palais 12, em Bruxelas.