Atleta olímpico vê morte de filho e dá primeira vitória ao time na NFL

Marquise Goodwin, dos 49ers e do salto em distância, brilha após perder bebê

Goodwin se emocionou após marcar touchdown na primeira vitória dos 49ers
Goodwin se emocionou após marcar touchdown na primeira vitória dos 49ers Kyle Terada-USA TODAY Sports/Reuters - 12.11.2017

Se atingir o nível profissional em um esporte de alto nível já é uma conquista inimaginável pela maioria dos seres humanos, o que se pode dizer sobre alguém que não só disputa a principal liga de futebol americano do mundo como também competiu no salto em distância nas Olimpíadas de 2012?

O dono desta façanha é Marquise Goodwin, wide receiver do San Francisco 49ers e atleta do salto em distância. Engana-se, entretanto, quem pensa que o desafio mais difícil vivido por este ícone esportivo tenha sido atingir o ápice da forma física para ser um atleta profissional em dois esportes. No último domingo (12), Goodwin encarou de frente a mais dura de suas lutas: jogou uma partida da NFL horas após a morte de seu filho, que não sobreviveu ao parto.

Marquise Goodwin não é a maior estrela da NFL, mas atua por um dos mais tradicionais times do esporte. Os 49ers têm cinco títulos do Super Bowl, a grande final da liga de futebol americano dos Estados Unidos.

Sua carreira teve início na cidade de Buffalo, com a camisa dos Bills, em 2013, um ano depois de competir nos Jogos Olímpicos de Londres — Goodwin terminou em 10º na final do salto em distância.

Marquise Goodwin em ação durante os Jogos Pan-Americanos de 2015
Marquise Goodwin em ação durante os Jogos Pan-Americanos de 2015 Al Bello/Getty Images

Não satisfeito com o resultado atingido em terras inglesas, o wide receiver voltou aos Estados Unidos e marcou aquele que é, até hoje, seu recorde de touchdowns em uma temporada (3) no ano seguinte, seu primeiro na NFL.

A força de vontade de Marquise Goodwin é impressionante. Ele participou das baterias de testes para entrar no time americano que veio ao Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016, mas não conseguiu o índice necessário para se classificar. No ano dos Jogos, o saltador em distância igualou seu recorde de touchdowns, marcando novamente três naquela temporada.

Pelos Bills, Goodwin jogou durante quatro anos
Pelos Bills, Goodwin jogou durante quatro anos Rick Stewart/Getty Images

Após quatro anos vestindo o azul dos Bills, Goodwin rumou para San Francisco em 2017. Seus planos incluíam um novo time, uma nova cidade e uma novidade na família. Sua esposa, Morgan, estava grávida, mas as coisas não seguiram como o casal esperava.

Morgan também é atleta olímpica. Aliás, a mulher é a estrela da família Goodwin. Ela compete nas provas de velocidade com barreiras, sendo especialista nos 100 metros. Em 2012, conquistou duas medalhas de ouro no Campeonato Mundial Júnior de Atletismo.

No último fim de semana, o casal sofreu uma grande derrota: o filho deles morreu durante o parto. Apesar da decepção, Marquise Goodwin foi a campo no Levi’s Stadium, onde o seu 49ers enfrentaria o New York Giants. E seu desempenho foi incrível.

Na décima partida da temporada, o wide receiver marcou seu primeiro touchdown e ajudou a equipe a finalmente vencer um jogo, depois de nove derrotas em sequência. Na comemoração, mandou um beijo para o céu e ajoelhou-se, visivelmente emocionado.

A força de vontade extraída pelo jogador para superar a morte prematura de seu filho foi o combustível para acabar com o jejum da tradicional franquia californiana na temporada. E seu primeiro touchdown ficará marcado como um dos momentos mais emocionantes da NFL neste ano.

*Pedro Rubens Santos, estagiário do R7