Torcedores do Guarani vão às compras por ingressos das finais da Série C

Equipe de Campinas começará a decidir o campeonato contra o Boa Esporte neste sábado (29)

Torcida do Bugre está empolgada para a decisão da Série C
Torcida do Bugre está empolgada para a decisão da Série C LUCIANO CLAUDINO/ESTADÃO CONTEÚDO
Fumagalli é o principal jogador do Guarani na atualidade
Fumagalli é o principal jogador do Guarani na atualidade DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Como era esperado, nesta quinta-feira a torcida do Guarani correu atrás de ingressos para o jogo de ida das finais do Campeonato Brasileiro da Série C contra o Boa, que será disputado neste sábado, às 19h15, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP). As filas começaram cedo e foram mantidas até o início da noite - as bilheterias fecharam às 20 horas.

O total é de 18.170 bilhetes, com 1.400 destinados à torcida visitante. A inteira custa R$ 80,00 e a meia R$ 40 valendo para crianças, estudantes e inclusive para o torcedor que for ao jogo com a camisa do clube.

Nem mesmo a majoração dos valores dos ingressos, antes vendidos até a R$ 10, tirou o ânimo da torcida, empolgada pela campanha do time na Série C, onde conseguiu o acesso para a Série B e protagonizou a maior virada da história do futebol nacional ao enfiar 6 a 0 no ABC, descontando a derrota em Natal por 4 a 0, nas semifinais.

Outro fator estimulante é a liberação do tobogã (anel superior), que estava fechado desde 2013 por falta de segurança. Após reformas, priorizando os itens de segurança, o setor foi liberado pelas autoridades competentes: Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. O local vai receber 5.020 torcedores.

Existe também uma bilheteria especifica destinada apenas à troca de bilhetes oferecidos pelo presidente Horley Sena aos 3.200 torcedores que foram apoiar o time nas semifinais. Eles foram premiados com um ingresso na final, desde que apresentem o tíquete e façam a troca.

SÓ NA SEXTA - A procura tem sido tão boa que a expectativa da diretoria é que a carga de ingressos acabe nesta sexta-feira. Mesmo porque logo cedo, a partir das 10 horas, vai ocorrer o último treino do time com portões abertos à torcida. As bilheterias abrem às 10 horas e fecham às 20 horas. O dia, portanto, promete ser festivo pelos lados do Brinco de Ouro.

As duas diretorias acertaram detalhes para o jogo de volta na cidade mineira de Varginha, no dia 5, um sábado, às 18h45. O estádio Dilzon Melo comporta 10 mil torcedores, mas vai ter carga de nove mil ingressos. Metade ficou para a torcida campineira, em acordo feito entre Horley Sena e Rildo Costa, presidente do Boa. São 500 bilhetes de meia (R$ 20) e quatro mil inteiras ao custo de R$ 40. Eles já estão sendo vendidos.

Campinas e Varginha, na região sul de Minas Gerais, estão separados por 306 quilômetros. Uma distância que pode ser percorrida de carro em três horas e 30 minutos e de ônibus por quatro horas e 20 minutos.

Assista aos programas da Record no R7 Play