Santos permite virada no fim e esfria briga pelo título do Brasileiro

Time da Vila Belmiro saiu na frente, mas Evander e Nenê fizeram 2 a 1

Santos, de Lucas Lima, frustrou seu torcedor dentro da Vila Belmiro
Santos, de Lucas Lima, frustrou seu torcedor dentro da Vila Belmiro Ricardo Moreira/Estadão Conteúdo - 8.11.2017

O Santos levou um banho de água fria nas suas pretensões de título do Campeonato Brasileiro. Por mais que a equipe lute para não desistir, a derrota confirmada nos acréscimos para o Vasco (2 a 1) nesta quarta-feira (8) não estava nos planos. O time da Vila Belmiro havia aberto o placar com Ricardo Oliveira, mas permitiu a virada com gols de Evander e Nenê na 33ª rodada.

Classificação e jogos

Ainda com cinco jogos para o fim da competição, o Peixe refaz as contas diante das vitórias de Corinthians e Grêmio na noite de futebol. A equipe caiu para a terceira colocação, com 56 pontos, nove a menos que o líder. Já o Vasco, na oitava posição, com 48 pontos, tenta ir além dos planos de pré-Libertadores.

De tanto pressionar, os donos da casa chegaram ao gol aos 19 minutos do segundo tempo e chegaram a encher a torcida de esperança. O esforço de Ricardo Oliveira foi recompensado com enfiada de bola milimétrica de Lucas Lima. O centroavante só teve o trabalho de se livrar da marcação e chutar na saída do goleiro Jordi, que havia acabado de substituir Gabriel Félix, que saiu com câimbras nas duas pernas.

A equipe vascaína demonstrava bom toque de bola e levava perigo ao gol de Vanderlei. Por mais que Nenê ditasse o ritmo do meio-campo, por pouco não fez um gol olímpico no primeiro tempo, faltava qualidade e precisão no ataque. Restou ao jovem Evander que, vindo do banco de reservas, arriscou um chute de fora da área e contou com a colaboração do goleiro aos 39 minutos. Foi o bastante para o próprio Nenê sofrer falta na entrada da área e ele mesmo cobrar com perfeição para garantir o 2 a 1 já aos 47 minutos da etapa final.

O abatimento do Santos era tanto que levou até mesmo outra bola na trave depois do segundo gol. Vanderlei também impediu o que seria o 3 a 1 de uma equipe completamente desorientada em campo nos minutos finais. O jogo foi até os 54 minutos por atendimento ao goleiro vascaíno e cinco cartões amarelos após confusão com a comemoração de Nenê.

O Santos será o último a jogar a 34ª rodada, contra a Chapecoense, na Arena Condá, na próxima segunda-feira (13). Um dia antes, o Vasco encara o São Paulo, em São Januário.

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

 

 

 

 

 

 

.