Organizada blinda São Paulo após reunião dentro do CT

Leco, Raí e jogadores participaram de diálogo pacífico no clube

Torcedores compareceram ao CT do São Paulo nesta quarta-feira
Torcedores compareceram ao CT do São Paulo nesta quarta-feira NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Integrantes das torcidas organizadas do São Paulo foram ao CT do time, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, para conversar com membros da diretoria e do elenco, nesta quarta-feira (13). O evento contou com a participação do presidente Leco, do diretor executivo de futebol, Vinicius Pinotti, e do ídolo Raí. A pedido do clube, a Dragões da Real não quis comentar o conteúdo do encontro.

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Procurada pela reportagem do R7, o presidente da Dragões da Real preferiu não falar sobre a reunião. A diretoria do São Paulo pediu discrição sobre o assunto e, portanto, não se sabe quais jogadores participaram da conversa. De acordo com os torcedores, não houve cobranças e a promessa de apoiar o time foi reafirmada.

O encontro havia sido combinado previamente. Após o último jogo, o empate em 2 a 2 com a Ponte Preta, no Morumbi, as torcidas Independente e Dragões da Real enviaram ao São Paulo um ofício pedindo uma reunião com membros da direção, comissão técnica e jogadores. 

"Independente e Dragões formarão uma comissão de 20 pessoas, composta por torcedores da arquibancada, cativa, numerada, sócios e sócios-torcedores para cobrar atitude, compromentimento e vontade de vencer. Deixaremos bem claro aos jogadores que não estiverem a fim de honrar a camisa do São Paulo, que se retirem do elenco", dizia o comunicado.

O desejo dos torcedores foi atendido nesta quarta com todos os atletas e em clima amistoso. Eles foram autorizados a entrar no CT e participar de uma conversa com integrantes das diferentes esferas do clube. O diálogo correu tranquilamente e o principal pedido aos jogadores foi para que aumentassem o comprometimento e a garra durante os jogos.

"Chegamos a um consenso de que muita coisa está errada, mas que agora vamos adotar a linha de sair dessa fase para, depois, seguir uma linha mais dura, caso necessário para 2018", diz a nota da torcida Dragões da Real, publicada no Facebook. Os tricolores questionam o mau desempenho da equipe na temporada e as polêmicas dentro do elenco. Recentemente, Cueva e Rodrigo Caio tiveram um atrito. O zagueiro também foi cobrado por torcedores após dar uma entrada dura em Maicosuel, no treino de terça-feira.

Principal organizada do clube, a Independente também emitiu um comunicado sobre a reunião. Na nota, afirma que os jogadores estão envergonhados pelo mau desempenho e que os líderes do elenco prometeram evolução.

"Jogadores se manifestaram e demonstraram a vergonha que todos estão passando no dia a dia. Hernanes e Lugano falaram em nome dos jogadores e prometeram dividir todas as bolas, correr um pelo outro e honrar essa camisa até a última gota de suor. Deixaram claro que não tem racha no elenco, que existe muita liderança e muito comprometimento de todos e que o algo a mais está sendo feito dia a dia para a situação mudar", diz o texto.

O São Paulo volta a campo para espantar a crise e acalmar os ânimos da torcida. Buscando escapar da zona de rebaixamento, o time enfrenta o Vitória, no Barradão, neste domingo (17), em confronto direto na parte de baixo da tabela.

*Pedro Rubens Santos, estagiário do R7