R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

25 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Futebol/Notícias

Icone de Futebol Futebol

publicado em 24/02/2013 às 22h10:

Menor diz que sua vida acabou ao assumir culpa por lançar sinalizador contra boliviano

Torcedor corintiano de 17 anos deve se entregar à polícia brasileira nesta segunda (25)

Do R7

Publicidade

Um torcedor do Corinthians de apenas 17 anos assumiu a culpa pelo disparo do sinalizador que matou o boliviano Kevin Espada, de 14 anos, no duelo entre o Timão e o San José (BOL), em Oruro (BOL), na última quarta-feira (20). O jovem afirmou que se atrapalhou com o artefato comprado por ele na Rua 25 de Março, em São Paulo.

Em entrevista a um programa de televisão neste domingo (24), o menor, que escondeu seu rosto, mostrou estar muito nervoso e abatido com o ocorrido, afirmando que sua "vida acabou".

O corintiano afirmou que não sabia manusear direito o sinalizador, que entrou sem revista da polícia boliviana no estádio de Oruro, onde San José e Corinthians empataram por 1 a 1.

Veja imagens dos corintianos presos

Boliviano era fã de Kaká e de super-heróis

No momento do gol alvinegro, o menor soltou o artefato para comemorar, mas, com dificuldade para usá-lo, o lançou diretamente na torcida boliviana, atingindo o rosto de Kevin Espada, que morreu na hora.

O menor afirmou que ficou apavorado com o incidente e quis se entregar. Porém, por viajar sob responsabilidade de uma torcida organizada alvinegra - Gaviões da Fiel, foi aconselhado a só fazer isso no Brasil, o que deve ocorrer nesta segunda-feira (25). A viagem foi de ônibus e o retorno levou quatro dias, só tendo chegado a São Paulo no sábado (23).

Após a tragédia, a polícia boliviana deteve 12 corintianos, que continuam presos por decisão judicial.

Com a apresentação do jovem, a Gaviões espera conseguir a libertação dos demais torcedores, entre eles alguns integrantes e líderes da agremiação.

Rodada dos estaduais tem homenagem a boliviano

A confissão do rapaz também deve mudar o rumo do caso na Justiça boliviana, que aceitou denúncia contra dois supostos autores do disparo: Cleuter Barreto Barros e Leandro Oliveira, vulgo Soldado.

Outros dez corintianos foram apontados como “cúmplices” de homicídio, de acordo com a promotoria boliviana que cuida do caso.

Entenda o caso
Kevin Beltrán Espada, de 14 anos, foi atingido por um sinalizador de navio durante a partida entre San José e Corinthians, na última quarta-feira (20). O garoto teve o olho perfurado pelo artefato, que entrou em sua caixa craniana, causando morte instantânea.

Em busca de culpados, a policia boliviana deteve 12 corintianos, a promotoria indiciou dois como autores e dez como cúmplices pela morte.

A Conmebol, por sua vez, puniu o Corinthians vetando a entrada da torcida nos estádios até que o mérito da questão seja julgado pelo tribunal competente. O Timão recorreu e espera conseguir liberar os corintianos para ver o clube na Libertadores.

 
 
Veja Relacionados:  esportes, futebol, kevin, corinthians, 17 anos, sinalizador
esportes  futebol  kevin  corinthians  17 anos  sinalizador 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping