R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

20 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Futebol/Notícias

Icone de Futebol Futebol

publicado em 13/12/2012 às 00h12:

Lucas faz a despedida ideal com a camisa do São Paulo

Camisa 7 agradeceu o apoio dos torcedores e espera um dia voltar ao Tricolor

André Avelar, do R7

Publicidade

A despedida não poderia ter sido melhor. Lucas deixa o São Paulo nesta quarta-feira (12) com a gostosa sensação de dever cumprido após o título da Copa Sul-Americana. O jovem camisa 7, que se tornou ídolo de uma torcida inteira em pouco mais de dois anos de profissional, está de malas prontas para o milionário Paris Saint-Germain. Apaixonado pelo Tricolor, o meia-atacante garante levar na bagagem muito mais do que a medalha de campeão, após meio tempo de uma confusa partida contra o Tigre.

Para um Morumbi com 67.042 pagantes — que fizeram uma linda homenagem ao garoto de 20 anos — Lucas deu carrinho, partiu para cima dos adversários, driblou, levou pancada e cotovelada que tirou sangue. Levantou e o prêmio pela insistência veio logo aos 22 minutos do primeiro tempo. Após uma sobra na área, o menino predestinado só teve o trabalho de empurrar para as redes e comemorar com a torcida.

- Sou melhor jogando. Falar não é muito o meu dom. Mas consegui meu objetivo de ser campeão e vou levar esse momento no meu coração. Conquistar um título, fazer um gol, não tem preço. Foi um presente para a torcida.

Lucas chegou ao São Paulo em 2005, quando tinha apenas 13 anos. Da dor de deixar a família em busca do sonho de se tornar jogador de futebol, o então Marcelinho, como era chamado, conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2010 e logo subiu para o time profissional em agosto daquele ano. Algumas arrancadas e golaços depois, logo se tornou referência para uma torcida que andava carente.

Foram 128 jogos pelo clube e 33 gols marcados. Mas a carreira no time do coração faltava o título. Os gritos de “olê, olê, olá, Lucas, Lucas” impulsionavam ainda mais o jogador. No pódio, ganhou de presente de Rogério Ceni a braçadeira de capitão e também levantou o troféu.

O camisa 7 foi vendido em julho para o Paris Saint-Germain pela cifra recorde no Brasil de R$ 108 milhões. Mesmo negociado, em momento nenhum tirou o pé e foi recompensado. Independente financeiramente, ídolo da torcida, uma das esperanças da seleção brasileira para a Copa 2014, o menino agora vai ganhar os grandes palcos internacionais. Na lembrança, o título da Copa Sul-Americana e o carinho pelo São Paulo. No placar, não a mensagem de adeus, mas “até breve”.

 — Se não fosse por essa torcida, não teria o prazer de entrar em campo com essa camisa do São Paulo. Amo esse clube. Esse título é para vocês. Um dia quero voltar a vestir essa camisa maravilhosa e comemorar muitos títulos com vocês.

As notícias que você tem que ler estão aqui

 
Veja Relacionados:  esportes, futebol, Copa Sul-Americana, São Paulo, Lucas,
esportes  futebol  Copa Sul-Americana  São Paulo  Lucas 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping