R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

29 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Futebol/Notícias

Icone de Futebol Futebol

publicado em 06/12/2012 às 02h10:

Fifa vê revolução em uso da tecnologia no Mundial

Competição terá dispositivo para saber se bola entrou em lances duvidosos

Estadão Conteúdo

Publicidade

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, exaltou nesta quarta-feira (5) , em entrevista coletiva concedida em Tóquio, a estreia do uso da tecnologia para auxiliar a arbitragem no Mundial de Clubes, que será a primeira competição oficial a contar com a ajuda eletrônica para acabar com possíveis dúvidas em lances nos quais não fica claro se a bola atravessou ou não a linha do gol. O dirigente destacou a implementação deste recurso como uma "revolução", um dia antes do início desta edição do torneio.

— Será um grande dia. Na quinta-feira será a primeira vez que a tecnologia da linha do gol é oficialmente usada em um jogo. Os testes terminaram e a introdução gradual da tecnologia foi bem-sucedida.

 Um dos recursos tecnológicos aprovados pela Fifa consiste no uso de um chip colocado na bola, que emitirá um aviso ao árbitro da partida quando a mesma cruzar a linha do gol. O sistema irá ajudar a arbitragem a evitar lances polêmicos como o ocorrido nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2010, entre Alemanha e Inglaterra, quando deixou de ser validado um gol marcado pelo meia Lampard após um chute em que a bola bateu no travessão, quicou claramente dentro da meta e depois saiu.

Juiz vai decidir se utilizará bola inteligente antes de cada jogo

 — É uma espécie de revolução. É a primeira vez que este tipo de tecnologia é usado no futebol. Mas se restringirá à linha do gol. A IFAB [International Football Association Board, órgão que regulamenta as regras do futebol) existe para garantir que as 17 regras deste esporte sejam protegidas. Foi uma decisão dessa instituição, que não tinha dúvidas ao afirmar que a tecnologia se limitaria à linha do gol. Temos de garantir que, quando a bola entre no gol, o árbitro possa ser informado sobre isso. A tecnologia não mudará a velocidade, o valor nem o espírito do jogo. Não há razões para ser contra esta tecnologia.

 O dirigente também lembrou da polêmica ocorrida no Mundial de 2010, no confronto entre alemães e ingleses, e destacou que aquele erro foi fundamental para que a tecnologia da linha do gol fosse finalmente aprovada para ser aplicada agora pela Fifa em competições oficiais a partir deste Mundial de Clubes.

 — Todos assistimos ao jogo entre Inglaterra e Alemanha na África do Sul, em 2010. Com aquilo, reabrimos as discussões sobre um sistema que pudéssemos usar para ajudar o árbitro. A IFAB se reuniu, nove empresas se candidataram e duas passaram pela primeira parte do teste. Ontem (terça), ambas realizaram os testes finais de forma bem-sucedido.

 
Veja Relacionados:  fifa tecnologia, mundial
fifa tecnologia  mundial 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping