Futebol

16/12/2013 às 19h27 (Atualizado em 16/12/2013 às 19h32)

Derrota da Portuguesa no STJD encerra chance de rebaixamento do Corinthians

De acordo com julgamento do STJD, escalação de Emerson Sheik na 31ª rodada foi legal

Do R7

Expulso contra a Lusa, Sheik cumpriu suspensão contra o Criciúma Rodrigo Coca/Agência Corinthians

A punição e consequente rebaixamento da Portuguesa no julgamento do STJD desta segunda-feira (16) aliviou não apenas torcedores do Fluminense. De acordo com informações levantadas pelo colunista Lauro Jardim, da revista Veja, o Corinthians poderia ser rebaixado caso a Lusa tivesse seus argumentos aceitos pelo tribunal. 

A queda do Timão poderia ocorrer devido a uma suposta irregularidade na escalação do atacante Emerson Sheik contra o Criciúma, no dia 19 de outubro.

Segundo a defesa da Lusa, as punições aos atletas deveriam contar a partir do primeiro dia útil após cada julgamento. 

O Corinthians entra na história, devido a um fato ocorrido em partida contra a própria Lusa. Na goleada sofrida por 4 a 0, em 29 de setembro, Emerson Sheik foi flagrado pelas câmeras dando uma cotovelada em Ferdinando, mas não foi expulso.  No dia 18 de outubro, uma sexta feira, no entanto, o camisa 11 foi condenado e não entrou em campo no dia 19, na partida contra o Criciúma.

Já na rodada seguinte, contra o Santos, Emerson participou do jogo, que terminou em empate. De acordo com a tese da Lusa, Sheik tinha condições de encarar o Criciúma, mas não poderia jogar contra o Santos.  Desta forma, o Timão poderia perder três pontos pela escalação irregular e mais um pelo empate conquistado e, assim, terminar o Brasileirão com 46 pontos e menos vitórias que Fluminense e Criciúma.

Com a decisão do STJD, o Botafogo também está garantido na Libertadores. Em caso semelhante ao de Emerson, o Botafogo escalou o zagueiro Dória contra o Atlético-MG. 

A Portuguesa ainda poderá recorrer da decisão do STJD. 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!