Corinthians antecipa renovações para evitar assédio de europeus

Diretoria está preocupada com possível desmanche após Brasileirão

Diretoria corre para renovar contratos de titulares, como Cássio
Diretoria corre para renovar contratos de titulares, como Cássio Rodrigo Gazzanel/Futura Press/Folhapress

Já classificado para a Copa Libertadores de 2018 e ciente de que seus jogadores estão sendo observados pelos clubes do exterior, o Corinthians trata de se proteger e renovar o contrato de alguns dos jogadores mais importantes da temporada. São os casos de Cássio, Fagner, Balbuena, Camacho e Pablo.

Classificação e jogos

A permanência de Pablo chega a ser uma surpresa, já que a negociação para o Corinthians comprá-lo do Bordeaux parecia ser algo distante. Os clubes entraram em acordo, mas o que está pendente é o acerto do time brasileiro com o agente do atleta, Fernando César. O empresário quer receber as luvas pela transferência à vista, enquanto o Corinthians tenta parcelar o pagamento.

Entretanto, o clube promete uma nova e definitiva investida sobre o jogador. "Vamos começar da estaca zero e sabendo que o jogador quer ficar. Isso facilita. Ele vai estar na melhor vitrine do futebol brasileiro. Isso tem peso. Ele quer, a gente quer, o técnico quer, a torcida quer, todo mundo quer. Agora é esperar um pouco e vamos conversar nesta semana. Se der acordo, deu. Se não der, paciência", explicou o diretor de futebol, Flávio Adauto.

O clube tem um acerto verbal com o lateral Fagner. Falta só ele assinar o novo contrato, que vai até o fim de 2021. O vínculo atual se encerra ao final de 2018. A expectativa é de que tudo seja sacramentado até a semana que vem.

O goleiro Cássio e o volante Camacho já conversaram também para estender o contrato atual. O goleiro tem vínculo até o fim de 2019, e volante, até julho de 2019. "Estamos conversando. Praticamente tudo certo, não só do Cássio como do Fagner e do Camacho. Estamos procurando resolver os problemas para o ano que vem o quanto antes. Já está tudo acertado, não tem nada assinado porque eles têm contrato", explicou o diretor de futebol do clube Flávio Adauto.

O paraguaio Balbuena tem vínculo até dezembro de 2018 e a diretoria espera pela chegada do seu procurador ao Brasil para acertar sua renovação. Por outro lado, Guilherme Arana deve mesmo deixar o clube. O Sevilla tem interesse no jogador e deve levá-lo após o término do Brasileirão.

EsportesR7 também no YouTube. Inscreva-se