Copa do Mundo 2014

25/8/2013 às 18h46 (Atualizado em 25/8/2013 às 21h02)

Morre Gylmar dos Santos Neves, goleiro da seleção brasileira nos dois primeiros títulos mundiais

Ex-jogador de Santos e Corinthians estava internado desde o dia 8 de agosto em São Paulo

Do R7

Gylmar dos Santos Neves recebe homenagem do ex-presidente corintiano Andrés Sanchez em 2012 Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Goleiro da seleção brasileira nas conquistas das Copas do Mundo de 1958 e 1962, Gylmar dos Santos Neves morreu por volta das 18h neste domingo (25), em São Paulo, aos 83 anos. O ex-jogador estava internado desde o dia 8 de agosto no hospital Sírio Libanês, na capital paulista, após sofrer um infarto agudo do miocárdio.

Gylmar tinha um quadro delicado de saúde desde 2000, quando sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Desde então, ele não andava e falava com dificuldades.

Além do bicampeonato mundial, Gylmar participou da Copa do Mundo de 1966. E, pelos times brasileiros, acumulou passagens marcantes por Santos e Corinthians. Informações sobre velório e enterro ainda não foram divulgadas pela família.

Carreira

Natural de Santos, o ex-goleiro começou a carreira nas categorias de base do Jabaquara e logo transferiu-se para o Corinthians. Pelo clube da capital paulista, ele conquistou três Campeonatos Paulistas e um Torneio Rio-São-Paulo.

Em 1961, ele voltou à sua cidade natal para defender o Santos e foi o goleiro da época áurea do clube. Ao lado de Pelé e outros craques, Gylmar acumulou títulos e teve uma trajetória brilhante. Foram cinco Paulistas, cinco Brasileiros, duas Libertadores e dois Mundiais de Clubes pela equipe da Vila Belmiro.

O primeiro jogo de Gylmar pela seleção brasileiro foi em 1953. Cinco anos mais tarde, ele foi o goleiro titular na Copa do Mundo de 1958, a primeira ganha pela equipe. Quatro anos mais tarde, novamente o santista seria o dono da camisa 1 brasileira no bicampeonato mundial do Chile.

Gylmar ainda participou da Copa do Mundo de 1966 e encerrou sua trajetória na seleção em 1969. A sua carreira como jogador acabou no mesmo ano.

Luto no futebol nacional

No último sábado (24), o ex-lateral-direito Nilton de Sordi, que também foi campeão da Copa do Mundo de 1958 com a seleção brasileira, morreu após ficar internado por 15 dias, aos 82 anos. O ex-jogador sofria do Mal de Parkinson (Leia mais).
 

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!