Deficientes e idosos aprovam acesso especial no estádio Mané Garrincha

Arena conta com estacionamento exclusivo e transporte gratuito

Deficientes contam com ônibus para acessar o Mané Garrincha
Deficientes contam com ônibus para acessar o Mané Garrincha Helio Montferre/ComCopa

O brasiliense Rafael Ramos, 23, ficou satisfeito com o tratamento que vem recebeu no estacionamento destinado a pessoas com mobilidade reduzida no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Ele esteve no local para assistir ao jogo entre França e Nigéria nesta segunda-feira (30). O servidor público também assistiu a Camarões x Brasil e Portugal x Gana no Mané.  

— Sempre tem gente para ajudar, desde o momento que chegamos até o interior do estádio.  

Além das vagas exclusivas, situadas em frente ao Colégio Militar de Brasília, na 902 Norte, os torcedores contam com ônibus adaptados com desembarque próximo ao estádio. Após a revista no portão externo, há, ainda, um carro elétrico para levá-los até a entrada das arquibancadas, onde voluntários orientam sobre a localização dos assentos.  

Leia mais notícias no R7 DF 

Em dia de jogo da Copa do Mundo, manifestantes fazem ato por passe livre em Brasília

Morando há dez anos em Londres, Pedro Vitalli, de 32 anos, pegou o ônibus destinado às pessoas com necessidades especiais e se diz impressionado com o acesso ao Mané.  

— Está sendo igual às Olimpíadas, em 2012. Muito bom. Brasília não deixa a desejar em nada para cidades da Europa.   

Hospedado na casa de parentes na Asa Norte há 15 dias, o contador já marcou presença nos jogos entre Colômbia x Costa do Marfim e Camarões x Brasil. E ele se prepara para novas emoções no Mané, pois já garantiu ingressos para a partida das quartas de final e a disputa do terceiro lugar.   

Moradoras de Joanésia (MG), as irmãs Henir Rodrigues, 86, e Leopoldina Rodrigues, 74, também aprovaram o acesso. Henir diz que foi ótimo.  

— Já estivemos em outra cidade-sede, e não foi a mesma qualidade. Aqui tivemos toda a assistência, desde o estacionamento às arquibancadas.  

Para estacionar no local, pessoas com deficiência e idosos precisam estar credenciados junto ao Departamento de Trânsito, com a mesma documentação usada para acessar vagas especiais no dia a dia. Não há cobrança de tarifa nos ônibus, e os acompanhantes também podem utilizar o serviço. Para atender aos cadeirantes, táxis adaptados com rampas elétricas também estão disponíveis no local.