R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Esportes Olímpicos/Notícias

Icone de Esportes Olímpicos Esportes Olímpicos

publicado em 10/01/2013 às 00h30:

Mari Paraíba avisa que não entrou no vôlei de praia para brincar

Aposentada das quadras desde setembro, gata explica que sentiu saudade da competição

André Avelar, do R7

Publicidade

Depois de uma breve aposentadoria, Mari Paraíba está de volta ao vôlei. Não o vôlei de quadra, mas agora em um novo desafio nas areias. A ex-ponteira do Minas, que levou seu time aos playoffs da Superliga no ano passado, revela que sentiu saudade do clima de competição. Mesmo com uma semana de treino nas praias do Rio de Janeiro, a bela já avisa que não entrou no esporte para brincar.

Capa da revista Playboy de julho, Mari até chegou a pensar em uma carreira artística. Curtiu os quatro meses longe da rotina de treinos, aproveitou as oportunidades fora das quadras, mas a paixão pelo vôlei falou mais alto. Só não queria mais o vôlei de quadra. A vontade de ser atriz ou comandar um programa de esportes na TV? Fica para depois da faculdade de Jornalismo, outro projeto da gata de 26 anos e 1,80 metros.

— Não é que tenha adiado minha carreira artística. É que de tanto falarem, muita coisa foi especulada. Posei para a revista, não queria mais jogar e o que aparecesse na carreira artística poderia fazer. Também não é que quisesse ser atriz. Se acontecesse, aceitaria. Iria ver o que dava.

Varejão opera o joelho e para por até dois meses na NBA

Banido, Armstrong vai quebrar o silêncio com Oprah Winfrey

O vôlei de praia apareceu um tanto por acaso na vida de Mari. A ideia de jogar profissionalmente começou em um bate-bola na praia. Depois, ainda foi assistir a uma etapa do circuito no Rio e gostou. Desde então, treina duro na areia para retomar o condicionamento físico e, claro, se adaptar ao jogo. Tudo sob os olhares do técnico Ednílson Costa, na escola de Educação Física do Exército, na Urca. A jogadora que nasceu em Campina Grande (PB) espera estrear em quatro meses e ainda busca parceira e patrocinadores.

— Sentia falta de jogar. Só não tinha vontade de voltar para a quadra. Parei porque parei. Não queria mais jogar na quadra. Não tenho uma explicação. A ideia é começar uma nova fase, toda diferente.  A gente tem sempre que pensar que vai dar certo. Não estou entrando para brincar. 

Sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o Rio naturalmente motiva a atleta. Mas Mari ainda prefere manter os pés firmes no chão e trabalhar duro para evoluir o máximo possível. Forte na defesa no fundo de quadra quando jogava na quadra, a jogadora acredita que uma bloqueadora possa completar suas características.

Para quem fez ensaio nu para uma revista masculina, jogar de biquíni pode parecer ser coisa fácil. Mari encara o novo uniforme com naturalidade, mas ainda fica um tanto preocupada em mostrar demais na hora em que não deve. De todo jeito, a torcida masculina estará lá para conferir a estreia da bela jogadora no vôlei de praia.

As notícias que você tem que ler e estão aqui

Confira aqui as respostas do quiz

 
 
Veja Relacionados:  esportes, esportes olímpicos, vôlei de praia, Mari Paraíba, gatas do esporte,
esportes  esportes olímpicos  vôlei de praia  Mari Paraíba  gatas do esporte 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping