R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

17 de Dezembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Esportes Olímpicos/Notícias

Icone de Esportes Olímpicos Esportes Olímpicos

publicado em 27/01/2013 às 10h48:

Djokovic bate Murray e fatura tri do Aberto da Austrália

Estadão ConteúdoEstadão Conteúdo

Publicidade
O sérvio Novak Djokovic conquistou neste domingo o tricampeonato consecutivo do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada, disputado em quadras rápidas em Melbourne. Na decisão, o número 1 do mundo derrotou o britânico Andy Murray, terceiro colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 1, com parciais de 6/7 (2/7), 7/6 (7/3), 6/3 e 6/2, em 3 horas e 40 minutos.

A conquista deste domingo garante a Djokovic um feito inédito. Antes dele, ninguém havia vencido três vezes seguidas o Aberto da Austrália na Era Aberta do tênis, iniciada em 1968. O sérvio também já havia faturado um outro título em Melbourne há cinco anos.

Aos 25 anos, Djokovic já foi campeão de seis torneios do Grand Slam e acumula 35 títulos na sua carreira. Além das quatro conquistas do Aberto da Austrália, o sérvio também faturou os títulos de Wimbledon e do US Open em 2011. Assim, ele se igualou ao sueco Stefan Edberg e ao alemão Boris Becker em número de conquistas de Grand Slams. O suíço Roger Federer, porém, segue como o maior campeão dessas competições, com 17 conquistas.

O sérvio também se igualou ao norte-americano Andre Agassi, a Federer e aos locais Jack Crawford e Ken Rosewall, todos com quatro títulos em Melbourne. O australiano Roy Emerson é o maior vencedor do Aberto da Austrália com seis conquistas.

Com a vitória, Djokovic fez 11 a 7 no confronto direito com Murray e também se vingou da derrota na decisão do Grand Slam anterior - o sérvio perdeu, em cinco sets, a decisão do US Open de 2012 para Murray. O britânico, aliás, amargou o seu quinto vice-campeonato em seis decisões dos torneios do Grand Slam.

O JOGO - Os dois jogadores começaram a final do Aberto da Austrália com um estilo bastante agressivo e sem serem ameaçados no saque. No sexto e oitavo games, Murray esteve sob risco de perder o seu serviço, mas conseguiu se recuperar. Assim, a disputa acabou indo para o tie-break. Murray chegou a abrir 4/0 e fechou a disputa em 7/2 ao se aproveitar do 25º erro não forçado cometido por Djokovic na parcial.

No segundo set, o britânico desperdiçou três break points no segundo game. Djokovic também passou a subir mais para a rede e venceu 10 dos 12 pontos em que adotou essa estratégia. Sem quebras de saque, a parcial seguiu novamente para o tie-break. O número 1 do mundo fez três pontos seguidos, abriu 5/2 e fechou a disputa em 7/3 para empatar a decisão do Aberto da Austrália.

O terceiro set manteve o equilíbrio das parciais seguintes. Os finalistas conseguiram confirmar os saques sem dificuldades até o oitavo game. Pressionado, Murray salvou dois break points, mas acabou sendo quebrado no terceiro. Em seguida, Djokovic fechou o game sem sofrer um ponto para vencer o terceiro set por 6/3.

A quarta parcial da decisão foi completamente dominada por Djokovic. O sérvio conseguiu duas quebras de serviço, no terceiro e quinto games para abrir 5/1. Murray venceu o game seguinte, tentou pressionar o sérvio, mas o número 1 do mundo confirmou seu saque para fechar a parcial em 6/2 e a decisão em 3 sets a 1, de virada, o que lhe garantiu o tricampeonato consecutivo e o quarto título do Aberto da Austrália.

 
Veja Relacionados: 
 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping