R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

31 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Esportes Olímpicos/Notícias

Icone de Esportes Olímpicos Esportes Olímpicos

publicado em 24/12/2012 às 11h33:

Com técnico doente, Daniel Alves vê futebol em 2.º plano

Estadão ConteúdoEstadão Conteúdo

Publicidade
Enquanto o Barcelona vencia o Valladolid por 3 a 1, no seu último jogo no ano, sábado, o técnico Tito Vilanova recebia alta no Hospital Vall d?Hebron, depois de ser submetido a uma cirurgia para retirada de um tumor na glândula parótida. Com o sucesso na operação, o treinador vai continuar o tratamento com quimioterapia e radioterapia por mais seis semanas. Emocionado, o lateral Daniel Alves, que jogou como titular e teve ótima atuação, dedicou a vitória ao comandante.

Em entrevista exclusiva ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada nesta segunda-feira, o lateral do Barcelona comentou o impacto do tratamento do treinador sobre os jogadores e o excelente momento do time, que venceu 16 das 17 partidas do Campeonato Espanhol - lidera com nove pontos de vantagem sobre o segundo colocado Atlético de Madrid -, e também falou sobre a mudança da comissão técnica de seleção brasileira.

Ao lamentar o problema envolvendo Vilanova, Daniel Alves destacou que o restabelecimento da saúde do comandante é a principal prioridade no momento. "Foi uma surpresa e motivo de felicidade saber que ele já estava em casa (após a cirurgia). Nós estamos aqui para ajudá-lo, de qualquer maneira que ele precisar. Por isso, a vitória foi dedicada a ele. O futebol é secundário agora. Ele está lutando pela vida", ressaltou o jogador.

Em seguida, o brasileiro lembrou que o Barcelona não pode se acomodar com a larga diferença que ostenta na liderança do Espanhol. "Construímos uma vantagem considerável porque aproveitamos bem o momento dos rivais, que perderam alguns pontos. É uma vantagem que deve ser administrada, mas ainda temos muitos jogos pela frente. Estamos apenas na 17ª rodada. Temos de trabalhar para ampliar essa vantagem na sequência do Campeonato Espanhol", alertou.

Daniel Alves também minimizou o fato de que voltou a ser titular contra o Valladolid, depois de ter ficado fora de partidas anteriores do Barcelona. "Temos um grupo muito qualificado e não existem titulares definidos. Existem aqueles jogadores que atuam mais ou outros que jogam menos. Todos têm seu espaço, buscam os mesmos objetivos e, por isso, o time vem conseguindo bons resultados. Não tenho problemas para competir ou disputar posição", assegurou.

Já ao falar de seleção brasileira, Daniel Alves afirmou que é importante encarar a troca de Mano Menezes por Luiz Felipe Scolari no comando da seleção de "uma maneira positiva". "É preciso agradecer o que o Mano fez pela seleção, mas agora é o momento de dar continuidade. É um novo desafio. A gente sempre esteve na seleção para ajudar quem estava no comando. Vamos continuar fazendo o nosso trabalho. Temos muitas competições importantes em 2013, como a Copa das Confederações, e esse momento é união de esforços", destacou.

O lateral-direito ainda negou estar ansioso para esta nova fase da seleção, na qual passará a ser comandado por Felipão, campeão do mundo com o Brasil na Copa de 2002. "Não estou ansioso, mas esse é um momento especial para a seleção. Todos nós - jogadores e torcedores - somos apaixonados pela seleção brasileira. A Copa das Confederações e a Copa do Mundo serão momentos importantes para todos mostrarem essa paixão", encerrou.

 
Veja Relacionados: 
 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping