R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

24 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Esportes Olímpicos/Notícias

Icone de Esportes Olímpicos Esportes Olímpicos

publicado em 23/07/2013 às 09h03:

Brasileiras fazem dobradinha histórica no Mundial de Esportes Aquáticos

Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha ficaram com ouro e prata nos 10 km da maratona aquática

Do R7

Publicidade

O que já era bom, ficou ainda melhor: depois de subirem ao pódio na prova de 5 km da maratona aquática no Mundial de Barcelona, as brasileiras Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha formaram uma nova dobradinha na disputa de 10 km, realizada nesta terça-feira (23), só que com respectivamente ouro e prata desta vez. Trata-se de um resultado histórico para o Brasil, que jamais havia conseguido resultados tão positivos na competição.

Blog do Sílvio Lancellotti: Apesar da falta de atenção da mídia, os novos ídolos fulguram na sua superação ilimitada

Depois de permaneceram a maior parte da prova no primeiro pelotão, Poliana e Ana Marcela conseguiram o sprint no quilômetro final e passaram a disputar entre si o ouro. A alemã Angela Maurer ainda chegou a ameaçar uma aproximação, mas não obteve sucesso e teve que se conformar com o bronze. No fim, a diferença entre as brasileiras foi de apenas três décimos de segundo (1h58min19.2 contra 1h58min19.5).

Brasil fatura duas medalhas na primeira prova do Mundial de Esportes Aquáticos

Veja o Mundial de Esportes Aquáticos ao vivo no R7

O feito é ainda mais relevante quando se leva em conta o fato de os 10 km serem uma prova olímpica, o que traz esperanças aos torcedores por mais medalhas no Rio 2016. Para se classificar para a disputa em casa, porém, ambas precisam terminar entre as 10 primeiras colocadas no Mundial de 2015, em Kazan, na Rússia.

Vale lembrar ainda que o Mundial da Espanha contou com as melhores do mundo na atualidade, como a campeã mundial de 2011, a inglesa Keri-Anne Payne e a atual campeã olímpica, a húngara Éva Risztov, que terminaram sem medalha.

O título tem um sabor ainda mais especial para Poliana, que decepcionou em Londres 2012 ao abandonar a prova por conta de uma hipotermia. Chorando, ela confessou quase abandonou a carreira por isso:

- Estou muito emocionada, eu quero essa medalha há muito tempo. A prova de 10 km é sempre mais difícil e mais disputada. E eu queria me aposentar no ano passado, estou muito feliz

 Ana Marcela, de apenas 21 anos, também desabafou:

- Cada lágrima da Poli representa o que a gente tem feito. Isso é muito importante pra gente. Cada dia acordando cedo e apenas nosso técnico e alguns amigos dando força... não tem como falar. O Brasil está na ponta hoje. 

As duas ainda possuem mais duas competições em Barcelona 2013: a disputa 5km por equipes, na quinta (25), e os 25 km no sábado (27), onde Ana Marcela vai defender o ouro conquistado no Mundial da China, há dois anos.

Veja os melhores momentos da prova:

 
Veja Relacionados:  maratona aquática, Mundial, Poliana, Ana Marcela Cunha, Barcelona, resultado histórico, Esportes Aquáticos
maratona aquática  Mundial  Poliana  Ana Marcela Cunha  Barcelona  resultado histórico  Esportes Aquáticos 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping