Memória do Esporte Brasileiro

Memória do Esporte Brasileiro: Adhemar Ferreira da Silva se transforma em um multicampeão

-A +A

O brasileiro era um talento bruto a ser lapidado e a frustação nas Olimpíadas de Londres de 1948, serviu como injeção para Adhemar. Decidido a voar longe, o saltador acabou como líder do ranking mundial de salto triplo em 1949.

Logo depois, o saltador bateu o recorde brasileiro e sul-americano de 25 anos, ao saltar nada mais que 15m e 51cm. No ano seguinte, o saltador igualou o recorde mundial durante o troféu Brasil em São Paulo, com um salto de 16 metros cravados.

Um atleta extremamente disciplinado, Adhemar seguiu quebrando recordes e ganhando medalhas no seu trajeto dentro do salto. A consagração do brasileiro veio Olimpíadas de Helsinque, em 1952, na Finlândia, com a conquista de uma inédita medalha de ouro.

Confira o segundo capítulo da série dedicada a Adhemar Ferreira da Silva no documentário “O salto de Adhemar”, de Rafael Terpins e Thiago Brandimarte Mendonça.