Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Esportes

26/10/2013 às 17h33

Com gol e assistência de Neymar, Barça vence Real no Camp Nou

Neymar justificou mais do que nunca o investimento de 57 milhões de euros do Barcelona para contratá-lo junto ao Santos ao ser protagonista da vitória por 2 a 1 sobre Real Madrid, neste sábado, pela décima rodada do Campeonato Espanhol.

O jovem brasileiro de 21 anos, que disputava seu primeiro clássico contra o arquirrival 'Merengue', abriu o placar ao 19 minutos de jogo e deu o passe para o chileno Aléxis Sánchez marcar um golaço de cobertura aos 33.

Quando o jogo já estava decidido, poucos minutos depois de Neymar sair ovacionado do gramado do Camp Nou ao ser substituído por Pedro, Jesé descontou para o Real nos acréscimos.

Este gol não estragou a festa do Barça, que segue firme na liderança, abrindo seis pontos de vantagem sobre o arquirrival e quatro sobre o vice-líder Atlético de Madri, que recebe o Betis (17º) neste domingo.

"Acho que essa vitória terá mais influência mental do que em termos contáveis na tabela. Estou satisfeito, mas sei que o campeonato está apenas no começo", comentou o técnico argentino Gerardo 'Tata' Martino, que preferiu manter os pés no chão depois da partida.

Enquanto Neymar brilhava com o Barcelona, o galês Gareth Bale, que custou 91 milhões de euros aos cofres do Real, teve uma atuação apagada e foi substituído pelo francês Karim Benzema no início do segundo tempo.

Para conter o poder de fogo do Barça, o técnico italiano Carlo Ancelotti resolveu escalar o brasileiro naturalizado português Pepe como volante.

Martino respondeu ao escalar Cesc Fábregas como 'falso 9', com Neymar e o argentino Lionel Messi atuando pelos lados.

"A ideia foi começar jogando com Cesc para ter um jogador entre as linhas, trocando de posição com Messi. Quando vimos que Pepe seria escalado como volante, sabíamos que iria ter muita gente no meio, por isso colocamos Messi e Neymar nas pontas", explicou o treinador.

Ao contrário do que acontecia no início da temporada, o brasileiro deixou de lado o papel de coadjuvante de luxo para se tornar o protagonista da partida mais aguardada pela torcida catalã.

"Neymar teve uma boa atuação, mas acho que a importância da partida fez com que seu rendimento ganhasse mais destaque, enquanto na verdade, já fez até melhores jogos do que o de hoje à noite", analisou o treinador do Barça.

Já Ancelotti lamentou a derrota, mas elogiou o desempenho dos seus jogadores no segundo tempo, além de reclamar da arbitragem. "Criamos várias oportunidades e o juiz deixou de marcar um pênali claro. Foi uma partida fantástica e mostramos um bom futebol diante de uma bela equipe", declarou o italiano.

Antes da partida, a nação 'Culé' fez uma lindo mosaico com as palavras "Força Tito", em homenagem ao técnico Tito Vilanova, que precisou deixar o cargo em julho por ter sofrido uma recaída de um câncer.

Neymar infernizou a vida da defesa 'merengue' pelo lado esquerdo com muita movimentação, dribles envolventes e toques de primeira para acelerar o jogo.

Ele balançou as redes com 19 minutos de bola rolando, em linda jogada iniciada por Iniesta. O meia espanhol recebeu pelo meio, e na esquerda, aproveitando a falha de marcação de Pepe, que dava condições ao brasileiro. Neymar invadiu a área, ajeitou para a canhota e viu seu chute entrar nas redes após desviar em Carvajal e passar entre as pernas de Varane.

Messi por pouco não deixou o dele dois minutos depois, mas o argentino não caprichou na pontaria, batendo à direita do gol enquanto estava sozinho diante de Diego López.

O Real só teve seu primeira chance clara aos 43, quando o português Cristiano Ronaldo cruzou para a área na direção de Khedira, que quase marcou de carrinho, mas Valdes conseguiu fazer a defesa. A bola chegou a desviar no braço do brasileiro Adriano, mas o árbitro não deu pênalti apesar das reclamações dos jogadores do Real.

Neymar teve uma boa oportunidade de ampliar aos 8 do segundo tempo, quando foi lançado na grande área e ficou cara a cara com Diego López, mas chutou em cima do goleiro.

O Real começou a reagir aos 12, em bomba de CR7 que Valdes espalmou, e quase empatou aos 26, quando Benzema acertou a trave num lindo disparo com curva pouco depois de entrar em campo no lugar de Bale.

Quando os catalães estavam sob pressão, Neymar resolveu dar o ar da graça novamente, dando um passe na medida para Sánchez, que fez 2 a 0 com um verdadeiro gol de placa aos 33. O chileno, que entrou em campo seis minutos antes no lugar de Fábregas, recebeu na entrada da área e chutou com extrema categoria para encobrir Diego López, que estava adiantado.

O jovem Jesé, que também começou no banco, anotou o gol de honra do Real nos acréscimos na conclusão de um contra-ataque puxado por Cristiano Ronaldo.

Se continuar jogando desta forma, Neymar te tudo para se tornar um grande ídolo da torcida catalã, como seus compatriotas Romário Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho antes de dele.

afp/dr/mcd/lg

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

AS MAIS CLICADAS

Compartilhe
Perdeu algum?

Relembre os memes mais engraçados da Copa da Zoeira

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Deram vexame

Veja os salários dos 30 atletas convocados por Felipão para a Copa do Mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saudades

Veja os atletas que morreram e você nem sabia

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Vale conferir

Conheça a seleção de gatas que Felipão deixou de fora da Copa do Mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Esportes

  • Últimas do R7

Shopping

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!