Seis dicas para correr a São Silvestre

É hora de se preparar

Do R7

Vamos encarar a prova?
Vamos encarar a prova?

Olá, corredores! Estão abertas as inscrições para a prova mais tradicional e popular do Brasil. Correr a São Silvestre pelo menos uma vez na vida é obrigatório para qualquer amante da corrida. E aí? Vai encarar? Estamos a pouco mais de três meses da prova e esse tempo pode ser perfeito para um treinamento específico que vai te ajudar a correr os 15k com mais tranquilidade, te proporcionando uma manhã agradável e divertida.

Se é marinheiro de primeira viagem, você precisa consultar um médico e fazer alguns exames para saber se está tudo ok com a saúde. Depois, é importante ter o acompanhamento de um profissional de educação física para garantir que a carga de exercícios esteja adequada às indicações do seu médico.

Um treino correto é a certeza de que seus músculos e seu coração estarão condicionados para terminar o ano correndo por São Paulo, sem contratempos.

Feito isso, há algumas dicas que são estratégicas para a prova. Vamos a elas:

1. Treine para as subidas: o percurso da prova é bem agressivo. Se você não se preparar, suas pernas não vão aguentar. Então, procure agora correr por caminhos similares, com subidas íngremes e, se possível, longas. Lembre-se de que a Brigadeiro tem mais de dois quilômetros. Haja perna!

2. Não menospreze as descidas:  você vai se arrebentar se achar que é um corredor queniano e disparar nas descidas, especialmente na primeira e mais acentuada delas, a da Major Natanael (descida do Pacaembu). É preciso técnica e calma para descer. Poupe seus joelhos, procure manter a postura reta e o equilíbrio do tronco.

3. Determine seu ritmo ideal: muita gente pelo caminho e o percurso puxado são os principais fatores que vão influenciar a sua velocidade. Então, diante dessas dificuldades, tente encontrar o seu ritmo. No começo, por causa da muvuca, relaxe e desacelere. Vá bem tranquilo e não se preocupe com o seu pace. Nas retas aumente o ritmo, mas sem exageros. A ideia é guardar energia para a segunda metade da prova e, especialmente, para a subida da Brigadeiro;

4. Treine no horário da prova: só assim você vai conseguir reproduzir as condições que irá encontrar em dezembro. Essa dica vale mais para o último mês de treinamento, pois, assim, você saberá exatamente a temperatura e o sol que enfrentará.

5. Use uma cinta de hidratação: você vai conhecer a praga que são os pipocas da São Silvestre — corredores não inscritos e que não pagaram, mas que correm e “roubam” a água dos pontos de hidratação. Por isso, não confie na organização da prova (super fraca) e leve sua própria água. Isso vai fazer a diferença;

6. Compre hoje o tênis que vai utilizar no dia da prova: se estiver pensando em comprar tênis novos, faça isso agora. Não caia na bobeira de estrear um par no dia da corrida. Você precisa amaciar seus tênis! Já que estamos falando em calçados, dê preferência a modelos com amortecimento para reduzir o impacto.

Gostou? Não gostou? Já correu a São Silvestre? Comente!

Siga-me no Instagram @thiagocontreira para novidades sobre corrida.
Contato: tcontreira@recordtv.com.br ou 11 98358-7901 (WhatsApp).

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log