Dez dicas de etiqueta para corredores de rua

Por Thiago Contreira

Seja um bom corredor de rua
Seja um bom corredor de rua Foto: Pexels

Olá, corredores!

Quero agradecer a todos que comentaram o último post, sobre as dicas para corredores iniciantes. A participação de vocês só me dá a certeza de que a corrida é o esporte mais praticado pelos brasileiros.

Hoje, a minha ideia é continuar falando para os iniciantes. São dicas que podem ajudar quem vai disputar sua primeira corrida de rua. Isso porque nessas provas há uma série de comportamentos que são esperados dos atletas.  Regras que são guiadas por noções de bom senso, educação e, principalmente, respeito ao próximo. Espero que ajude!

1.         Fique esperto na largada!
Amigos, cuidado na largada. Há provas em que o número de participantes é tão grande que não há muito espaço para todos os atletas se acomodarem de forma confortável. Portanto, não deixe a empolgação falar mais alto. Tente não sair correndo como se estivesse disputando os 100 metros rasos. Lembre-se: você não é o Usain Bolt. Tente não atropelar ninguém. Se você é rápido e quer sair arrepiando no começo da prova, ok, largue nos pelotões da frente ou mantenha-se à esquerda.

2.         Vá para o seu lugar e respeite as baias de ritmo
Esse item tem tudo a ver com o anterior. Em provas grandes, com muitos participantes, os organizadores normalmente dividem os grupos por tempo, ou o chamado pace. Por exemplo, quem corre 1 quilômetro em 4min30s, 5min, 5min30s, 6min etc. A ideia é: começa mais à frente quem é mais veloz. Simples assim. Isso garante mais segurança e tranquilidade a todos os participantes. Portanto, amigão, se o seu pace é 7min vá lá para trás e curta a prova. Não queira correr no pace do outro. Não atrapalhe quem quer fazer tempo e treinou para isso!

3.         Não jogue copinhos de água sem olhar!
Nas provas de rua há diversos pontos de hidratação conforme a distância. São baias em que os organizadores distribuem água, geralmente em copinhos plásticos, aos corredores. Pois bem, procure não reduzir a velocidade ao pegar sua água. Você pode atrapalhar quem vem atrás. Não empurre ou corte o corredor que está à frente. Depois de beber sua água, evite jogar o copinho no meio da pista, pois isso pode causar um acidente. Procure um lixo ou, se não houver opção, jogue o copinho usado no meio-fio.

4.         De olho na cusparada!
É nojento, eu sei, mas preciso tocar no assunto. Muitos corredores têm a mania de dar uma cusparada a cada cem metros de corrida. Ok, pode até ser justificável do ponto de vista fisiológico, mas não é educado. Portanto, evite cuspir nas corridas. Se não houver alternativa, tente ir para a beirada da pista e certifique-se de que não irá acertar ninguém. Se estiver gripado, leve um lenço ou fique em casa!

5.         A regra é clara: corredores lentos devem ficar à direta
Amigos, vamos seguir o Código Brasileiro de Trânsito. Tá lá no artigo 29, inciso IV: as faixas da direita são destinadas ao deslocamento dos veículos mais lentos. Não deveria ser um mistério para os corredores. Não insista: os mais lentos correm à direita. E não esqueça, se quer ultrapassar utilize somente o lado esquerdo. Fazendo assim, todos terão uma corrida sem sustos ou estresse.

6.         Não corra em grupo bloqueando a passagem
Essa é a prática que mais me irrita: os chamados paredões. Isso acontece quando há um grupo de corredores que impede a passagem dos atletas que vêm atrás. Nada contra quem gosta de correr junto com a galera, mas fique esperto e não atrapalhe a diversão dos outros. Dê passagem!

7.         Olha o breque! Tem gente atrás!
Cansou? Tênis desamarrou? Ok, mas não pare de repente! Se precisar dar uma parada ou caminhar um pouco para recuperar o fôlego, beleza, mas procure ir para a direita e sinalize a mudança brusca de velocidade. Lembre-se ainda não somos equipados com pisca-alerta.

8.         A maldição das selfies ataca nas corridas de rua
É isso mesmo, pessoal. Até nas corridas há pessoas deixando de viver o momento para tirar selfies. Ao parar ou caminhar lentamente para registrar o momento, a pessoa atrapalha quem está focado na prova. Então, o bom-senso deve prevalecer. Vale o cuidado do item anterior. Quer tirar uma foto? Ok. Mas vá para um lugar em que não atrapalhe ninguém.

9.         Não produza sons irritantes durante a corrida
É isso mesmo que leram, amigos. Há pessoas que parecem uma sinfonia fora do tom quando correm. Alguns gritam, muito gemem, outros simplesmente preferem correr com as chaves de casa no bolso... Numa prova recente que disputei, achei interessante um participante que proferia um alto e claro “fuck” (em inglês mesmo) a cada cem metros de subida... Já vi casos de cidadãos que utilizavam o alto-falante do celular para ouvir um som durante a prova (em alguns casos isso pode acabar com a desclassificação do atleta). Enfim, valem as regras básicas de convivência na sociedade.

10.      O momento da chegada pode ser uma decepção!
Você se esgoelou para completar a prova. Encontrou forças para completar os últimos metros, mas não consegue passar pela linha de chegada porque há diversos corredores que chegaram antes e estão lá bloqueando a passagem, comemorando suas marcas e esperando os amigos...  Decepcionante, não?  Então, amigão, ao cruzar a linha de chegada continue em movimento. Não pare até ter certeza de que não vai atrapalhar ninguém. Vá de encontro a um copo d´água e à sua medalha. Comemore bastante, mas longe da chegada!

Para mais informações sobre corrida, acesse o canal Bora Correr no youtube  e siga-me no Instagram

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log