DP T3S3XcAEiYpF  Grupo a Grupo, uma análise do sorteio da Copa

A Copa da Rússia/2018 na verdade se iniciou na cidade de Dili, capital do Timor Leste, dia 12 de Março de 2015, quando a seleção local bateu a da Mongólia, 4 X 1, pelas eliminatórias da Ásia à competição. Nenhuma daquelas equipes, claro, durou muito na disputa. De todo modo, o seu duelo se inscreveu nas antologias como o primeiro de um total de 868 jogos, distribuídos pelos seis continentes do planeta, num processo seletivo que testemunhou 2.454 tentos e transformou 208 nações em 31 classificadas.

Nesta sexta-feira, 1º de Dezembro de 2017, no Palácio do Kremlin, Moscou, a capital da Rússia anfitriã, aconteceu o sorteio que emparceirou as 31 e a equipe local nas oito chaves correspondentes à fase básica de qualificação, a se inaugurar, na mesma cidade, em 14 de Junho de 2018. As duas melhores de cada turma passarão às oitavas-de-final, já no sistema de eliminação direta. Daí, sempre através do mata-mata, paulatinamente se definirão aquelas que, em 18 de Julho, brigarão pela Copa FIFA em Moscou.

Especulativamente, criei quatro categorias para definir a suposta força das 32 seleções: Favorito, Candidato, Discutível e Improvável. Há chaves em que encaixei mais de uma seleção em uma das categorias – e, claro, outras que ficaram vazias.

Eis a minha análise, grupo a grupo

  Grupo a Grupo, uma análise do sorteio da Copa

Uma gravata cintilante - e Diego Maradona...

GRUPO A

Favorito – Rússia

Candidato – Uruguai

Improvável – Egito, Arábia Saudita

Como de costume, nenhuma surpresa. Por coincidência ou por mutreta, o bingo da FIFA protegeu a dona-da-casa e, de quebra, favoreceu os vizinhos do Uruguai.

GRUPO B

Favorito – Portugal, Espanha

Improvável – Irã, Marrocos

O impacto do clássico da Península Ibérica mas, do outro lado, a fragilidade dos seus adversários muçulmanos.

  Grupo a Grupo, uma análise do sorteio da Copa

GRUPO C

Favorito – França

Candidato – Dinamarca, Peru

Discutível – Austrália

Como a França e a Austrália já não são mais aquelas, uma potência indiscutível e uma zebraça humilde, sobram chances de prosseguimento para a Dinamarca e o Peru.

GRUPO D

Favorito – Argentina

Candidato – Croácia, Islândia, Nigéria

Equilibradíssimo este Grupo D. Atenção, por favor, às seleções da Islândia e da Nigéria, livre-atiradoras que bem podem complicar a Croácia e até a Argentina.

2802847 full lnd  Grupo a Grupo, uma análise do sorteio da Copa

GRUPO E

Favorito – Brasil

Candidato – Suíça, Sérvia

Improvável – Costa Rica

Na teoria, por tradição e por momento, nenhuma das três adversárias deve assustar o time de Adenor Bacchi, o Tite. Suíça e Sérvia batalharão pelo segundo lugar.

GRUPO F

Favorito – Alemanha

Candidato – Suécia, México

Discutível – Coréia do Sul

Indubitavelmente, a campeã de 2014, ainda a primeira no ranking da FIFA, permanece anos-luz à frente dos seus três rivais de Grupo F. Pela equivalência técnica de Suécia e México, até a Coréia do Sul pude sobreviver.

  Grupo a Grupo, uma análise do sorteio da Copa

Cafu, o capitão do Brasil 2002, e Cannavaro, o capitão da Itália/2006

GRUPO G

Favorito – Bélgica, Inglaterra

Improvável – Tunísia, Panamá

O “Grupo da Morte”. Mas para Tunísia e Panamá.

GRUPO H

Candidato – Polônia, Colômbia, Senegal, Japão

Seleções irregulares. Aqui, tudo pode acontecer.

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou registre a sua importante opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!

http://r7.com/_FJ2