cassio foi o responsavel por erguer trofeu do ci Corinthians, só 2 X 2   mas com celebração...

Entre 1971 e 1973, ideia do Atlético Mineiro, aconteceu no Brasil, sempre na abertura de cada temporada, um certamezinho compacto, batizado de Torneio General Emílio Garrastazu Médici, que pretendia homenagear o então Presidente da Ditadura Militar. Tal nome oficial não pegou. Porque o campeonato incluía os clubes de maior torcida do País, virou, muito melhor, convenhamos, o “Torneio do Povo”.

Durou pouco, sobreviveu apenas até o final da gestão de Médici. Mas, entrou na história porque a então CBD, hoje CBF, formalmente o reconheceu. Participaram o Atlético, o Bahia, o Corinthians, o Coritiba, o Flamengo e o Inter de Porto Alegre. Levantaram a taça, respectivamente, o Corinthians, o Flamengo e o Bahia. Dos seus disputantes só o “Colorado” não integrou o Brasileiro de 2017.

torneio povo 71 Corinthians, só 2 X 2   mas com celebração...

Como se comportu o Corinthians campeão diante dos seus rivais supostamente do “Povo”? Descartado o Inter, que passou o ano na Série B, o “Mosqueteiro” apenas não sobrepujou o Flamengo, 1 X 1 na Arena ainda-sem-nome de Itaquera e 0 X 3 no Rio, no prélio em que o “Urubu” carimbou as suas faixas, no dia 19 de Novembro.

Quase ignorou o Coritiba, 0 X 0 no Paraná e 3 X 1 em Itaquera. Ignorou o Bahia, 3 X 0 como mandante e 2 X 0 em Salvador. E sapecou 2 X 0 no Atlético, como visitante de Belo Horizonte. Neste domingo, 26 de Novembro, na Arena, permitiria que o “Galo” estragasse a sua festa na ocasião exata em que desfilaria com o seu troféu?

Faltou pouco. Brilhante nos arremates de bola parada, o venezuelano Otero, o mesmo que, diante do Coritiba, no domingo anterior, havia anotado um tento do meio do campo, inaugurou o marcador, aos 28’, na cobrança de uma infração. Jadson, num tiro enviesado, por cobertura, igualou aos 35’. Marquinhos Gabriel, em outra curvita, aos 57’, colocou o Corinthians à frente. Então, depois de um milagre do seu arqueiro Victor, o mesmo Otero alçou um escanteio precisamente na testa de Fred, 2 X 2.

corinthians 1 x 1 atletico mg yyw982 Corinthians, só 2 X 2   mas com celebração...

O placar satisfez a plateia que encheu a Arena, 46.369 pessoas, 46.030 pagantes. Tanto que foi capaz de gritar “olé” nas trocas de passe dos minutos derradeiros. E se fez a celebração, com bandeirolas alvas e negras, um lindo mosaico “hepta” nas arquibancadas. Coube ao capitão Cássio a recepção do troféu. E menos mal que o presidente Roberto de Andrade não se imiscuiu no pódio, como fizera, pateticamente, louco para aparecer na foto, no título de 2015...

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou registre a sua importante opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!

http://r7.com/boT_