Em casa o Palmeiras cai, Santos vice líder 1 X 0

O gramado do Allianz Parque

Impossível dizer por quem torceram os fãs e os elencos do Corinthians e do Grêmio no confronto deste sábado, 30 de Setembro, entre o Santos e o Palmeiras no Allianz Parque do “Verdão”. Aos do “Mosqueteiro” bandeirante, 54 pontos, o líder confortável do Campeonato Brasileiro de 2017, dez à frente do “Peixe”, onze do “Periquito” que se tornou “Porco”, provavelmente tanto fazia, embora o empate parecesse mais conveniente. Aos do “Tricolor dos Pampas” 43 pontos como o Santos, talvez conviesse a sua derrota – pelo que ainda poderia ocorrer no domingo, 1º de Outubro.  

O combate impiedoso e talvez fatal do Allianz, clássico de número 1.000 na história do anfitrião, aconteceu num gramado pesadíssimo, inúmeras poças a espelharem a iluminação do estádio. De todo modo, o rude temporal, o primeiro a assolar a Paulicéia em mais de um mês, não chegou a comprometer a evolução da pugna, dominada pela marcação rígida e pela predominância das defesas sobre as ofensivas. Aos 75’, porém, uma tolice de Guerra permitiu que Bruno Henrique levantasse exatamente na testa de Ricardo Oliveira. Triunfo significativo, fundamental do Santos 1 X 0. 

 

f 140489 Em casa o Palmeiras cai, Santos vice líder 1 X 0

Cabe agora ao Grêmio recuperar, em casa, na sua Arena de Humaitá, diante do Fluminense do Rio, 31 pontos, não se afastar em demasia da vice-colocação que desfrutou com quase exclusividade, por vinte rodadas no certame, desde os meados de Junho. Verdade que, por opção de Renato Portaluppi, mais empenhado em eliminar o Botafogo nas quartas-de-final da Copa Libertadores, no Brasileiro recorreu aos reservas nos tombos que sofreu contra Chapecoense e Vitória. O “Pó de Arroz”, todavia, não ganha desde 21 de Agosto, 2 X 1 no Atlético/MG. Favoritíssimo o “Tricolor” de Renato. 

E o Corinthians, que estabeleceu um oceano de recordes no turno inicial do certame e que, nas seis jornadas do segundo, até aqui, arrastadamente ganhou dois prélios e perdeu três? Pega um Cruzeiro talvez de ressaca, após arrebatar a Copa do Brasil e já garantir uma vaguinha na próxima Libertadores. Na cota dos 40 pontos, a “Raposa” de Belo Horizonte não mais precisa brigar por um lugar no topo da tabela. E essa circunstância bem pode auxiliar o “Timão” de Fábio Carille a se limitar a um empate. É, empate. Carille não disporá do artilheiro Jô, lesionado. 

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou registre a sua importante opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um abração!

http://r7.com/x5BA