Semis da Champions League: uma pré análise de Real Madrid X Atlético e Monaco X Juventus.

Obviamente, não sou maluco, no mínimo temerário, para especular a respeito do resultado do sorteio que definiu as duas semis da Champions League de 2016/2017. De todo modo, não me precipito ao observar que coube aos tifosi da Juventus o principal alívio pelo emparceiramento das quatro equipes que remanescem na grande competição. A História e as estatísticas sugerem que não poderia existir um adversário melhor, para a Vecchia Signora da Itália, do que o Monaco da França. Principalmente porque fará a sua decisão de mata-mata em Turim. A seguir, uma análise dos confrontos determinados.

 2399010 w1 Semis da Champions League: uma pré análise de Real Madrid X Atlético e Monaco X Juventus.

Ian Rush

REAL MADRID X ATLÉTICO DE MADRID

Prélio de ida no Bernabéu, dia 2 de Maio

Retorno no Calderón, dia 10 de Maio

Histórico: 9vit RM – 6emp – 8vit AM (Gols: 26/21)

Detentores da Copa, os Merengues acumulam 11 títulos e 3 vices. Os Colchoneros, nenhuma taça e 3 vices. Um dos seus vices, aliás, na edição de 2015/2016, no San Siro de Milão, placar de 1 X 1 nos 90 minutos regulamentares e na prorrogação, daí triunfo do Real por 5 X 3 na disputa de penais. O periódico “As”, da Espanha, acusou a UEFA de forjar o sorteio, realizado por Ian Rush, ex-atacante da seleção de Gales, país que sediará a final, em Cardiff. O encarregado teria mexido muito bem as quatro bolinhas da jarrona de vidro antes de retirar a que indicava o Real. Depois, porém, ao determinar o seu rival, teria capturado sem hesitações a pelota com o nome do Atlético. Para o “As”, uma pelota previamente aquecida. Mentira. Quem revolveu o conteúdo da jarrona foi Giorgio Marchetti, o soleníssimo diretor de competições da entidade.

 1930945 w1 Semis da Champions League: uma pré análise de Real Madrid X Atlético e Monaco X Juventus.

Giorgio Marchetti

MONACO X JUVENTUS

Prélio de ida no Louis II, dia 3 de Maio

Retorno no Juventus Stadium, dia 9 de Maio

Histórico: 1vit M – 1emp – 2vit J (Gols: 4/7)

Os Rouges-et-Blancs têm a sua sede no Principado mas participam do Campeonato da França. No seu currículo de Champions League exibem um mero segundo lugar, em 2003/2004, batidos pelo Porto, na Arena AufSchalke de Gelsenkirchen, Alemanha, 0 X 3. A “Noiva da Itália”, no entanto, já reuniu 2 títulos e 6 vices, o último em 2015 – quando perdeu do Barcelona, no Olímpico de Berlim, 1 X 3. O Monaco exibe um estilo audaz, veloz, ofensivo. Padece, contudo, na sua retaguarda. Enquanto que a Juve ostenta a melhor defesa da competição. Nem o portentoso Barça conseguiu vará-la uma única vez.

 

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou registre a sua opinião em “Comentários”. Obrigado. E um abração.

http://r7.com/yLtd