ingressos Campeonato Paulista de 2017: o Corinthians padece mas supera, em casa, o Botafogo/RP, 1 X 0.

Dos três clubes da Capital que disputam o Estadual de 2017, o Palmeiras e o São Paulo suplantaram tranquilamente os seus mata-matas de quartas-de-final. O Verdão bateu o Novorizontino por 3 X 1 e 3 X 0. E o Tricolor bateu o Linense por 2 X 0 e 5 X 0. Faltava, dos três, a qualificação do Corinthians que, neste domingo, 9 de Abril, na sua Arena de Itaquera, necessitava superar o Botafogo de Ribeirão Preto por, ao menos, o placar de 1 X 0 – sem ironia, aliás, é fato, o seu predileto. Na ida, o Mosqueteiro e a Pantera empacaram no 0 X 0. 

Na tabela geral de classificação, o Corinthians chegou ao domingo com 25 pontos em 13 prélios, 14 tentos a favor e 9 contra. Ou, uma defesa bem sólida mas uma ofensiva horrorosa. O Botafogo tinha apenas 18 pontos, 13 tentos a 10. Sugestão das estatísticas: um cotejo intrincado, feio, prevalência absoluta das duas retaguardas. A Pantera, lógico, se retrancou e depressa clarificou as suas intenções, segurar a igualdade e tentar a sorte na loteria dos penais. O Mosqueteiro, no entanto, adotou a máxima pressão e, antes dos 7’, o arqueiro Neneca salvou duas chances de gol, Jô e Rodriguinho cara-cara, à sua frente. 

Cássio, do seu lado, só realizou uma primeira intervenção, fenomenal, aos 23’, num tiro de longe. Problemas básicos do Timão, além da pontaria ruim: a soma do atabalhoamento de Jô com a correria estéril de Romero, e com os equívocos de armação de Gabriel, Rodriguinho, Jádson e Maicon, este, inclusive, irreconhecivel, contidíssimo. Pior: o alvinegro ainda sofria com as dificuldades de Fágner e de Arana no apoio através das laterais. Aos 37’, porém, aconteceria o impensável até então. Arana iniciou uma investida pela esquerda, a pelota caiu com Jádson que levantou, desde a intermediária, precisamente no cocuruto de Rodriguinho, que desviou bem no canto da meta de Neneca, Timão 1 X 0.

  Campeonato Paulista de 2017: o Corinthians padece mas supera, em casa, o Botafogo/RP, 1 X 0.

Durante o intervalo, claro, Moacir Junior, o treinador do Botafogo, recomendou que o seu elenco escancarasse o esquema previamente estabelecido. Fabio Carille, o seu rival do Corinthians, pediu cautela atrás e mais volume na ofensiva. O velho ramerrão, todavia, prosseguiu. E apenas aos 56’, numa bobagem, uma furada de Balbuena, a pelota sobrou a Fernandinho, livre, diante de Cássio. O ala da Pantera, contudo, se atrasou e irritou Moacir Júnior – que, imediatamente, o substituiu por Kauê, talvez mais esperto.

 bef407243aa462b4b29bbb87d81c6829 Campeonato Paulista de 2017: o Corinthians padece mas supera, em casa, o Botafogo/RP, 1 X 0.

Sofreriam, daí, a partir dos 80’, os 33.491 torcedores pagantes que empurravam, com os seus brados, os pupilos de Carille na Arena. Bumba-meu-boi no gramado. Chutões, esticadas disformes, bolas ao alto, desespero. Total, aos 85’, de 86 passes absurdamente suspeitos, 52 deles pelo Corinthians, mais de um a cada sessenta segundos. E a Pantera, felina de fôlego, não desistia. Em vão. Sobreviveu o Timão que, nesta próxima quarta, dia 12, em Porto Alegre, desafiará o Internacional no mata-mata da Copa do Brasil.   

Nesta segunda, no Pacaembu, o Santos de Dorival Júnior vai batalhar para reverter o placar da sua ida a Campinas, 1 X 0 em favor da Ponte de Gílson Kleina.

 

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou registre a sua opinião em “Comentários”. Obrigado. E um abração!

http://r7.com/0QIS