No Calcio, Juventus 1 X 1 Napoli. Mas a Senhora permanece seis pontos à frente da Roma.

Pela rodada de número 30 do Campeonato Italiano de 2016/17, a Roma cumpriu a sua obrigação e, no seu Olímpíco, sobrepujou o Empoli, 2 X 0, triunfo que lhe permitiu subir ao patamar dos 68 pontos positivos. Daí lhe coube torcer para que, no San Paolo da Terra da Pizza, o Napoli, que tinha 63, suplantasse a líder Juventus de Turim, tranquilamente destacada no degrau dos 73. 

Com um fardamento patético, todo em branco e uma faixa celeste na diagonal da camisa, o Napoli se frustrou logo aos 7’, gol do tedesco Sami Khedira, depois de uma linda tabela com o bósnio Pjanic. A Velha Senhora, aliás, também de uniforme descaracterizado, tudo em azul. Estranho o comportamento da torcida local, menos empenhada em apoiar o seu time e mais preocupada em infernizar o argentino Gonzalo Higuaín, um ex.

  No Calcio, Juventus 1 X 1 Napoli. Mas a Senhora permanece seis pontos à frente da Roma.

O platino, três temporadas no clube, 71 tentos em 104 partidas, respeitosamente não celebrou a rete de Khedira. De todo modo, na sua trigésima pugna pela Juve, lutou ao máximo para realizar o seu vigésimo gol no certame. Algum aplauso? Nada. Por determinação da prefeita Carmela Pagano apenas residentes na província da Campania puderam comprar ingressos. O espaço reservado à Juve permaneceu vazio. 

Depois de inaugurar o placar a Senhora refluiu e permitiu que o Napoli esboçasse um punhado de boas chances. O elenco casalingo chegou a frequentar a área da rival mas esbarrou na sua falta de pontaria ou na firmeza serena de Gigi Buffon. Aos 59’, porém, funcionou a tabela entre o belga Mertens e o eslovaco Hamsik – que registrou o seu gol de número seis contra a Juve. A retaguarda da equipe do Piemonte se atrasou no lance. E, aos 63’, num recuo horroroso do ganês Asamoah quase cedeu a virada. 

hamsik 715 entrevista euro0getty No Calcio, Juventus 1 X 1 Napoli. Mas a Senhora permanece seis pontos à frente da Roma.

Apenas aos 79’ o treinador Massimiliano Allegri decidiu ousar. Sacou Marchisio e colocou no prélio o argentino Dybala, poupado por causa de uma lesão na panturrilha esquerda. A Juve, todavia, parecia suficientemente feliz com o resultado parelho. Escalou os 74 pontos, ainda seis à frente da Roma, dez adiante do Napoli. E, na próxima rodada, a 31ª, talvez até consiga ampliar a folga: receberá o frágil Chievo enquanto a Roma, longe do seu domínio, pegará o perigoso Bologna e o Napoli, a Lazio. 

Curiosidade: o Napoli e a Juve voltarão a se desafiar, nesta quarta, na mesma Terra da Pizza. Por uma das semifinais da Copa Itália. No prélio de ida, em Turim, a Juve cravou um ótimo sucesso, placar de 3 X 1.

 

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Obrigado. E um grande abraço.

http://r7.com/u__y