Cd32N60XIAAV N8 Paulistão 2017: Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo passam ao mata mata das quartas.

Fundado em 1927, reorganizado e rebatizado em 1930, filiado à FPF em 1947, enfim em 1953 o Clube Atlético Linense, carinhosamente apelidado de Elefante, fez o seu desembarque na divisão maior do Campeonato Estadual. Desde então, o representante de Lins, cidade de 75.000 habitantes, a 430 quilômetros da Capital, viveu altos e baixos na sua história – aliás, invariavelmente, bem mais os baixos que os altos. 

No descenso logo em 1957. Portas fechadas até 1960. Um périplo eventualmente dramático, nos certames de divisão menor, até 1993. Outro recesso, sem participar de certames, até 1998. E, enfim, uma longa e árdua batalha pela recuperação e o retorno à turma da elite da FPF em 2011. Nesta temporada de 2017, na última rodada da fase inicial do chamado Paulistão, o Linense liderava o seu Grupo B com 17 pontos em 33 possíveis, à frente do poderoso São Paulo, também 17, no número de vitórias, 5 a 4. 

Já classificado às quartas-de-final, entre os oito melhores clubes do Estadual, o Linense visitou o Corinthians na Arena de Itaquera em busca de uma conjunção feliz de resultados. Batesse o Timão, garantiria a primazia de, no retorno das quartas, pegar o São Paulo como mandante. No caso de empate, precisaria que o Tricolor, no máximo, também ficasse na igualdade em visita ao São Bernardo. No caso de uma derrota, apenas preservaria o privilégio se o São Paulo perdesse. Duelo intrincado pois o clube do ABC corria o risco de acabar na Série A2. Mataria para não desabar.

 imagem 323 destaque Paulistão 2017: Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo passam ao mata mata das quartas.

Sem um triunfo nas suas cinco últimas pelejas, pela Copa do Brasil e pelo Estadual, o Corinthians depressa acendeu o placar, aos 10’, num lindo lance de dois garotos da sua base, levantamento de Arana e testada de Leo Jabá – que ainda não havia registrado um só tento em 14 aparições. O Linense, porém, persistente como o Elefante, não se abalou e reagiu com vigor. Em três lindas intervenções, brilhou um outro formado no tradicional Terrão, Caíque, um arqueiro elástico, no lugar do poupado Cássio.

 caique franca e apenas o quarto goleiro do 9g Paulistão 2017: Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo passam ao mata mata das quartas.

Claro que um resultado interessantíssimo para o Tricolor que, no Estádio Primeiro de Maio de São Bernardo, diminuiu o seu ritmo e a sua pressão. E mais o São Paulo se aliviou aos 39’ quando Jádson desferiu um petardo enviesado e com um efeito brutal, de 25 metros, se reencontrou com as redes neste ano. Timão 2 X 0. Bastaria ao elenco de Rogério Ceni empacar no 0 X 0 para levar a decisão do seu mata-mata das quartas ao Morumbi. 

Aos 67’, exatas 24 horas depois de defender a sua seleção do Paraguai lá mesmo, em Itaquera, 3 X 0, o controvertido Romero saboreou uma enfiada sensacional de Jádson e determinou, 3 X 0. Agora com 17 tentos, ele é o artilheiro número um na história da Arena. Para o Elefante, soterrada qualquer expectativa de uma reviravolta, restava torcer pela queda do Tricolor no ABC. Um sonho de quinze minutos.

 gilberto Paulistão 2017: Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo passam ao mata mata das quartas.

Thiago Humberto ainda reduziu aos 75’, Linense 1 X 3. E, aos 85’, o sempre oportunista Gilberto afastou o São Paulo de qualquer risco, 1 X 0 sobre o São Bernardo. Desenhava-se o quadro  das quartas, mata-matas em ida e volta: Botafogo de Ribeirão Preto X Corinthians, Linense X São Paulo, Novorizontino X Palmeiras X Ponte Preta X Santos. Destinados ao rebaixamento, o São Bernardo e, depois de alguns lampejos de fulgor, o Audax Osasco.

 

Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tuitar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um abração.

http://r7.com/9XmI