Não, eu não me refiro àquela que viajou meio globo do Brasil ao Japão, e que magnetizou o mundo, via mídia, com o espetáculo soberbo de apoio ao seu clube do coração. Nem aos fãs que já moravam lá no Oriente. Eu me refiro, sim, ao pessoal... Continue lendo