A rodada deste final de semana, a 32ª do Campeonato Brasileiro de 2012, poderia ter garantido, praticamente, o título do Fluminense, os quatro clubes com vagas na próxima Libertadores e os quatro clubes rebaixados à Série B.

No entanto, uma conjunção de resultados providenciou mais algumas jornadas de emoção, ou de desespero, para a tabela de classificação.

De maneira empolgante, no Estádio Independência, o Atlético Mineiro, três bolas na trave e um tento duvidosamente anulado, bateu o líder Fluminense, 3 X 2, nos acréscimos da etapa derradeira, e manteve as suas chances de ainda subir ao topo da classificação.

O Flu empacou nos 69 pontos, o Atlético chegou aos 63.

Grêmio e São Paulo desperdiçaram as possibilidades de se assegurarem entre os quatro melhores. Em casa, para a irritação de seu treinador, Vanderlei Luxemburgo, o Grêmio se limitou a um placar de 0 X 0 com o periclitante Coritiba. No Rio, depois de Luís Fabiano errar a enésima cobrança de pênalti, o São Paulo perdeu do Flamengo, 0 X 1.

Na cota dos 59 pontos, embora já bem longe do título, o Grêmio parece mais tranquilo na batalha pelas vagas da Libertadores. O São Paulo, porém, estacionou nos 55. E pode receber, logo, a companhia do Vasco, 52. Na próxima quarta-feira, o Vasco, em cotejo atrasado, hospeda o Internacional de Porto Alegre.

Resta falar dos porões da tabela. O Atletico Goianiense, que sucumbiu ao Sport Recife, em seus domínios, 0 X 3, configurou a sua condenação à Série B. O Sport resgatou as suas esperanças, 33 pontos.

Ao superar o Cruzeiro, 2 X 0, graças a uma atuação estupenda de Marcos Assunção e de Barcos, o Palmeiras também respirou – embora ainda perambule na UTI. Escalou o degrau dos 32 pontos.

Favoreceu, um pouquinho, a situação do Sport e do Palmeiras, o placar de 1 X 1, no Pacaembu, entre o Bahia e o desfalcado Corínthians. O Bahia atingiu o patamar dos 36 pontos.

Detalhe: ao contrário do que muitos neuróticos imaginavam, mesmo sem oito titulares, entre lesionados e poupados, o Corinthians não entregou a peleja ao Bahia. Na verdade, merecia ter vencido.

Enfim, o Campeonato continua vivíssimo, como convém.

Graças ao conceito imbatível dos pontos corridos.

http://r7.com/Y7jV