Nos seus tempos, meu pai, Edoardo Lancellotti, foi um atleta de ponta. Corria os duzentos e os quatrocentos metros no Atletismo – e só não esteve nos Jogos de Los Angeles/32, e de Berlim/36, porque, logo à sua frente, com tempos razoavelmente... Continue lendo