"É difícil terminar assim. Mas, temos orgulho e força e nos levantaremos como sempre fizemos. Deixo um abraço para todos, especialmente para os que compartilharam esse tempo comigo". Em lágrimas, Gianluigi Buffon, o lendário goleiro italiano anunciou a sua aposentadoria da Azzurra nesta segunda-feira (13), após o empate sem gols com a Suécia que deixou a Itália fora da Copa após 60 anos. O resultado classificou os suecos para o Mundial da Rússia.

Aos 39 anos, Buffon poderia ser o único jogador a disputar seis edições de Copa. Ele é o jogador com mais convocações na história da seleção italiana: 174, contra 136 de Fabio Cannavaro e 126 de Paolo Maldini.

Seu maior momento na Azzurra aconteceu na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, quando conquistou o título contra a França. Gigi também defendeu a Itália na final da Eurocopa de 2012. Na ocasião o time foi goleado por 4 a 0 pela Espanha.

Pelas redes sociais, a seleção italiana prestou sua homenagem a um dos maiores goleiros de todos os tempos. "Grazie, Capitano".


2017 11 13T215507Z 316071933 RC1AA761AE00 RTRMADP 3 SOCCER WORLDCUP ITA SWE Grazie, Capitano!. Despedida melancólica de Buffon rende bela homenagem da Itália

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

http://r7.com/fqNi