É FINITO! THE GAME IS OVER…

Terminou mais uma cobertura internacional, acabou mais um evento exclusivo, finalizou a cobertura do PAN DE TORONTO na Record neste domingo. Foram 20 dias intensos, de muitas emoções, muitas medalhas, muitas narrações, vários esportes e um grande aprendizado. Agradeço aos colegas da Record que, por mais uma vez, me receberam e trataram com toda educação e gentileza. Levo a saudade, já contando nos dedos os dias que faltam para o RIO-2016. Obrigado à você que nos acompanhou e à partir do dia 5/8 voltaremos às atividades regulares com o futebol da Rádio Capital, no Papo Final, sempre após os jogos – em São Paulo pelos 1040 kHz do AM, na internet www.capital1040.com e nos aplicativos para smartphones e tablets. Valeu pessoal, é vida que segue!

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

PARARÁ, PÁRA, PARA PAPARA….

Não entendeu nada do título?

Pensa no logotom, na música da Record que abre as transmissões esportivas?

Lembrou né!

Pois é, há mais de 65 anos nós todos nos acostumamos a ouvir isso.

E ele, o logotom, volta a tocar nesta noite com a abertura das transmissões oficiais da Record no Pan de Toronto-15.

Tava me lembrando aqui a primeira vez que pisei na sede da TV, lá em 1969, ainda no prédio da esquina na Av. Miruna.

Incrível, 46 anos depois cá estou eu de novo, na Record - e quer coincidência maior, hoje EU MORO na Av. Miruna (rsrsrs).

Meu pai, como já contei aqui, era empregado das Emissoras Unidas que reuniam a própria TV Record, a Rádio Panamericana (Jovem Pan) e a Rádio Record.

Acho que foi naquele dia que os sons do rádio e as luzes da TV me hipinotizaram para sempre.

Sem querer, naquele dia, tava definido o que seria do meu futuro - eu ia ser cronista esportivo - e sou, com orgulho!

Hoje sigo com o maior "apetite" para mais uma cobertura internacional e exclusiva da Record, agora no Pan.

Como já havia sido em Londres-2012, vou "arrebentar" e transmitir como se fosse a primeira vez.

A responsabilidade é grande, eu sei, mas tô pronto para dar conta, o que cair na tela, eu "executo".

Tô torcendo por muitas medalhas pro Brasil e tenho certeza, vou narrar algumas delas como foi com o Esquiva, com a Yane e com o vôlei de praia lá na Olimpíada-12.

Sentindo falta dos companheiros que perdemos ao longo destes últimos 3 anos, dedico à eles, aqui, minhas narrações; salve Maurício Torres, amém "MESTRE" Luciano do Valle - seu discípulo, o último da dinastia, está aqui para nos representar, Maraco beijo aí no céu!

arterecord 300x207 PARARÁ, PÁRA, PARA PAPARA....

TOronto - na Record!

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

SOBRE DIREITOS ESPORTIVOS E SUAS IMPLICAÇÕES.

Está rendendo muito o tema do novo código de conduta determinado pela CBF, relacionado à cobertura da imprensa esportiva brasileira, em especial às emissoras de rádio, durante o Brasileirão-15.

Primeiro cabe esclarecer que não houve imposição, afinal, a ACEESP e a ACEB participaram da definição e conseguiram o melhor que se podia conseguir para as rádios paulistas e brasileiras.

Como trafeguei por este tema minha vida inteira de jornalista esportivo vou me manifestar.

Minha ideia vai ao encontro do que pensam os donos dos direitos, mesmo sendo eu âncora de uma rádio.

Sei que alguns saudosistas vão me criticar, e estou pronto para isso!

Acho que a CBF, neste ínterim, tem total razão - e sem medo de errar ela apenas cumpre ordem de quem paga - a Globo Esportes.

Foi deles que surgiu o regramento que separa quem tem direitos de quem não tem!

E com RAZÃO, não se pode propôr direitos iguais para interesses diferentes.

Enquanto a televisão paga algo próximo de 1 bilhão pelo Brasileiro, as rádios não pagam nada - e arrecadam!

Faz pelo menos duas décadas que defendo em meus espaços que as rádios deveriam pagar por direitos, claro e lógico, na proporcionalidade que lhes couber e das mãos das federações e confederações, não da Globo Esportes.

E porque não deles? Porque o conglomerado tem emissoras de rádio e todos nós sabemos que para estas rádios do grupo, a maneira que se faz a cobrança é outra, nem sempre pagamento em dinheiro como é para o restante.

Procure saber como se faz na Copa do Mundo e Olimpíada e verá.

E mais, pagar por direitos nem sempre e exclusivamente é desembolsar dinheiro vivo, há outras formas de pagar, permuta de publicidade, cessão de espaço, etc.

Ao cobrar direitos das rádios, vamos, ao contrário do que pensam alguns, valorizar o veículo, incrivelmente lhe dar voz na mesa de negociação e principalmente, acabar com a pirataria no meio.

Para não deixar escapar, meu pensamento aplica-se também aos portais de internet, Tv´s (que não as detentoras de direito) e os veículos impressos - toda essa gente vive do futebol, arrecada e não paga um centavo de direitos.

Este é um pensamento profissional.

O resto é discussão de interesses pessoais, menores e que só adiarão algo que em breve vai acontecer, como já é na Copa do Mundo e na Olimpíada.

No campo jurídico há quem defenda que a Lei Pelé, no seu artigo 42, por não tratar de "direitos radiofônicos" libera tal prática. É uma das linhas de compreensão, apenas isso.

Escrevi e estamos conversados.

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

COMEÇOU…

...chato como sempre, com 2.8 gols de média jogo, largou o BRA15.

Zero novidade, a não ser terem coberto o nome ALIANZ no jogo do Palmeiras, um erro posteriormente justificado.

No campo nada que chamasse atenção, exceção ao golaço de pênalti do Diego Souza nos 4 a 1 do Sport para cima do Figueirense.

Corinthians sofrível, S.Paulo idem, Santos numa "nhaca" desgraçada, emoção só no jogo do verdão.

Final de semana tem mais e serão ainda mais 36, fora esse, para torrar a paciência.

E dá-lhe jogo.

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

CHATO!

Vai começar o Brasileirão-15.

O campeonato de futebol mais chato que temos no país.

38 infindáveis rodadas para, ao final do ano, conhecermos o campeão, os três (ou dois) da Libertadores ( e Pré), os 8 da Sul-americana e 4 rebaixados.

É muito jogo!

A julgar pelos últimos anos, lá pela 34ª/35ª rodada já teremos o campeão com N pontos à frente do segundo.

Aí vai começar a marmelada do entrega jogo, joga com time reserva, etc., etc. e tal que você conhece de cor e salteado.

Pior é que começa assim também, menos o entrega jogo, mas time reserva vai ter aos montes logo nos primeiros jogos por conta da Libertadores.

Vai disparar um zé mané qualquer nas primeiras rodadas, tipo o time Y e aí alguém dirá, "nossa, é o novo fenômeno do futebol brasileiro"!

Não acredite em nada disso, o campeonato é uma "mala" e foi para, matematicamente, preencher grade de TV.

Eu te pergunto; qual é a modalidade de disputa do maior torneio de futebol do planeta?

É assim, 1ª fase, oitavas, quartas, semi e final - assim é a Copa do Mundo!

Alguém deve dizer, "mas a Copa do Brasil já é assim, a Libertadores também, o Paulistão..." e daí?

Seria mais emocionante, alguém que não "os mesmos", poderia aparecer e a gente teria alegria de novo em ver uma competição valendo até o fim com torneio dos rebaixados e briga num octogonal para Sul-americana.

Penso assim! Quanto à favoritos? Os mesmos de sempre; Inter, Fluminense, Cruzeiro, São Paulo e Corinthians.

Bom campeonato...chato!

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

LIBERTADORES HOJE!

Simples e rápido, ligeiro como quem rouba...rsrsrsrs

Atlético e Inter, primeiro jogo empata, classifica o Galo.

São Paulo e Cruzeiro, tricolor vence hoje, Cruzeiro classifica.

Corinthians perde no Paraguai, classifica em SP.

E de lambuja, Santos elimina o Maringá na CB.

Passei, deu uma rapidinha e fuiiiiiii!

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

FUTEBOL É ENGRAÇADO…

...quem tinha elenco e treinador fixo para chegar não chegou.

Quem tinha grana também sucumbiu.

Algumas vitórias se deram mesmo porque o futebol é o mais incrível dos esportes.

Parabéns ao Santos, que, com um treinador improvisado, foi campeão pela 21ª vez.

Um parenteses sobre o vice, Palmeiras - não desmontem o time, não demitam OO, controlem Dudú, vcs vão longe!

No Rio deu Vasco, era, como continua sendo, o pior dos 4, mas tem Eurico Miranda e Doriva, um ganhador nato, bi-estadual 14/15.

Em MG não escapou do grande, Atlético e no RGSul perdeu o perdedor, viva o Inter!

Pernambuco, o Santa voltou a brilhar e surge Ricardinho no cenário dos técnicos que vem da nova safra.

No mais, a se lamentar a briga no Ceará e o título do tapetão em Santa Catarina.

E um alerta! Estadual NENHUM é parâmetro para Brasileiro (seja A, B ou C).

Open your eyes...

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

BABACA!

Eu sou um babaca, idiota de primeira, reconheço.

Paga mensalmente quase 700 reais de TV por assinatura c/celular, internet e telefone fixo.

Entre as benesses que pretendo (ia) ter ao solicitar este item de conforto, o futebol, de todos os estados e a qualquer hora, era uma delas.

Pois bem, lá vou eu então na noite desta quarta me sentar confortavelmente à frente da TV para ver a 1ª final do Pernambucano-2015.

Para quem não sabe, eu sou pernambucano/recifense de coração pelos laços que me aproximam da terrinha, inoculados em meu sangue pelo Luciano do Valle. (só falta receber os dois títulos...rsrsrsrs)

Me toco a trocar de canais, primeiros os oito do PPV, depois pelos demais 3 da TV por assinatura que detém os direitos (11 no total) e num ato desesperado fui aos concorrentes (mais 6 visitas), e nada!

Não havia Salgueiro x Santa Cruz em NENHUM LUGAR.

Como sou contrário à pirataria, portanto não tenho receptor da Sky "chupa-cabra", NÃO VI O JOGO, apenas escutei.

E porque tô contando tudo isso? Porque sempre, aqui neste espaço, e em outros, volto ao tema dos DIREITOS ESPORTIVOS NA TV.

Nesta área, vivemos uma ditadura, não temos condições de escolha, ou pagamos o que eles querem, como querem, quando querem, ou ficamos sem ter.

Mas nesse caso é pior - eles tem o campeonato e simplesmente decidem NÃO PASSAR, sabe-se lá pela decisão de qual retardado mental - e ainda com o desplante de mostrar a decisão do 3º lugar, ridículo!

Digo e repito, precisamos mexer nisso, nos direitos de TV, e rápido, antes que um dia, esta empresa que os detém, quase todos diga-se, simplesmente caia fora e deixe todos - clubes, jogadores, federações, espectadores na mão!

Os contratos, e que o Evandro, presidente da FPF aprenda, tem que ter obrigações e obrigações - dos clubes e da FPF de receber seus valores e da TV que compra a de passar, transmitir, mostrar os jogos - não guardar na gaveta.

Saudade dos tempos em que "Seu Bolacha" e eu tínhamos o direito do PE e obrigávamos a NET local de Recife à transmitir os jogos sob pena de cancelamento do contrato e ainda colocamos a TV PE no satélite para o Brasil inteiro ver as maravilhas do nosso estado - e de graça!

Tenho dito...

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

QUEM SOMOS NÓS?

Nós somos pessoas comuns como todos os outros.

Temos defeitos como todos os outros.

E mais, aflições, problemas, angústias, preocupações, etc. como todos os outros.

E o porque desta reflexão e do que estou falando?

Estou falando de nós, os jornalistas, dedicados ao campo esportivo.

E porque tô falando disso agora?

Porque nesta semana criou-se polêmica em torno do nosso Campeonato de Futebol de Jornalistas Esportivos.

Explico; estamos jogando pela décima vez (penso que é este o número) a Copa Aceesp de Futebol Society.

Este campeonato já teve grandes patrocinadores no passado como Nike, Secretaria de Esportes da Cidade de São Paulo e Topper.

Neste ano, com um enorme esforço da ACEESP, sua presidência e diretoria, estamos bancando o campeonato (estamos, porque sou membro da direção da associação).

Entre as vinte e oito equipes inscritas, resolvemos convidar, com a quiescência dos participes, em decisão da maioria no congresso técnico, a NetShoes.

Porque a Netshoes vem fazer parte de um campeonato de jornalistas/cronistas esportivos?

Simples, os comandantes da empresa se encantaram com a ideia e quiseram ver de perto o que se passa para, e quem sabe, nos brindar com seu patrocínio na próxima edição (que deve ocorrer ainda este ano).

Isso chama-se "business".

Entre aqueles que estão jogando a Copa, muito nos honra a presença de dois campeões mundiais de futebol, Denílson (TV Band) e Vampeta (Jovem Pan) que há algum tempo aderiram, à nossa profissão. Além deles, Juan Pablo Sorín (ESPN) também se juntou a nós, ou seja, a Copa é internacional!

Abra-se aqui um parêntese - onde, em qual lugar do mundo, se vê um torneio de futebol amador, entre pessoas comuns, com tamanha relevância pública por juntar ao grupo homens deste quilate, aonde, no mundo, há um campeonato de jornalistas com a presença de gente que ganhou COPA DO MUNDO? Eu respondo, lugar nenhum.

Pois bem, e por causa disso, destas coisas que acabo de colocar, o campeonato tem dado mídia!

Sim, a mídia, especializada é verdade, deu destaque aos acontecimentos da Copa Aceesp como poderá ver no link do concorrente; http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2015/04/28/denilson-leva-rolinho-e-discute-com-juiz-em-jogo-da-imprensa/

Isto fora os comentários de Facebook de diversos colegas e seguidores apaixonados.

E o que isso tem demais?

Nada!

Sei que é preceito de alguns mais radicais de que o jornalista/radialista/cronista esportivo não deve ser A NOTÍCIA, mais é...há imprensa especializada em segui-los, é inevitável!

Há ainda, alguns, que pregam que, ao disputar uma partida de futebol amador, no seu tempo de folga, de relaxamento, o profissional de comunicação seja exemplo, que aja como prega no rádio/TV/jornal/internet - pura besteira!

Não desejo, falo por mim, ser exemplo algum para ninguém, a não ser para meus filhos e família.

Num jogo de futebol, amador, sem compromisso, quero é extravasar, xingar, discutir, sempre no âmbito da quadra de jogo e faço isso para descontrair, para por "os bichos para fora".

Na última rodada fui expulso, xinguei o juiz mesmo, achei injusto minha saída, e daí?

Daí nada, não é por conta disso que deixarei de criticar os árbitros e auxiliares em jogos de futebol profissional que eu cobrir/trabalhar.

E sabe por que?

Porque sou PAGO para fazer isso.

Na minha vida pessoal, na vida pessoal dos jornalistas, cada um faz o que quiser e responde pelas eventuais consequências.

O resto é "shit"!

Desabafei...

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:

PÁRA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!

Tá, já sei, pára não tem mais acento, ok, foi só para dar emoção...

O trecho da música do meu amigo e colega de Rádio Capital, Silvio Brito, não poderia ser mais apropriado para esta coluna.

Aliás, beijo pro SB e sorte na temporada nova que começa hoje no Bar Brahma, dez da noite.

Vamos lá, o que é isso de demitir Cláudio Carsugui?

Juro, tô muito bravo, me perdoem a irritação.

O cidadão é um dos maiores e mais cultos jornalistas esportivos do Brasil, comenta qualquer coisa, de Fórmula 1 à futebol, fala mais de cinco idiomas.

Carsugui estava na Pan desde os tempos do meu pai, foram colegas nos anos 50/60/70.

Aí chega o filho do dono, esse "gênio", e demite sumariamente "a lenda".

Não sou amigo do Carsugui, "malemá" lhe conheço, dividimos apenas o mesmo mecânico, mas vai ser burro assim quem o demitiu lá na China.

Meu protesto veemente e se fosse só minha vontade e desejo, mesmo sabendo que CC não precisa, levaria-o imediatamente para trabalhar conosco na Capital.

Aliás, eita fim de semana pródigo para burradas!

Já não me bastasse as duas redes, detentoras dos direitos da transmissão do Paulistão para a TV aberta e a principal TV por assinatura esportiva, não mostrarem o jogo do Santos ao vivo (foi só no pay-per-view).

Já não me bastasse repórter importante da dita cuja emissora platinada vazar, propositadamente, vídeo "amoroso" com a mulher de um figurão do futebol.

Já não me bastasse mais um caderno de esportes de um periódico importante de São Paulo acabar e demitir dezenas de profissionais.

Agora me vem essa do Carsugui?

Tô bravo mesmo, protestei mesmo, sou corporativista mesmo e quem gostou, gostou, quem não gostou vá ler outro colunista.

Falei...e PÁRA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!

  • Espalhe por aí:
    • Digg
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • Live
    • Netvibes
    • RSS
    • Twitter
  • Imprimir:
  • Envie por e-mail:
Página 1 de 1112 3 4 5 ...: ...Último