Somente os 7 primeiros estão livres

Vamos agora para o último terço do brasileirão, com outros times entrando naquela briga chata pra não cair. São 13 equipes ainda correndo risco.

O campeonato está nivelado muito por baixo, então, somente os sete primeiros colocados estão livres do fantasma da série B.

Isso mesmo, praticamente só o grupo da Libertadores, junto com o Flamengo, que chegou aos 39 pontos, estão despreocupados com a parte debaixo da tabela.

O Atlético PR, que tem 34 pontos e está na oitava posição, ainda não está livre, mas já abriu seis pontos do São Paulo, primeiro no Z4. Pelo menos é o time mais tranquilo daqueles que correm risco.

Com 31 pontos aparecem quatro times: Chapecoense, Vasco, Atlético MG e Fluminense.

Destas quatro equipes, apenas a Chapecoense ganhou na rodada. Foi uma vitória importante diante da Ponte Preta, que entrou na zona do rebaixamento.

Fluminense e Atlético MG perderam em casa e seguem afundados no returno do brasileirão.

O tricolor carioca pelo menos perdeu para o Palmeiras, time que está engrenando e que continua com alguma chance de título este ano (agora está a 11 pontos do Corinthians).

Já o Galo deu vexame. perdeu em casa para o Vitória, que com o resultado saiu da zona do rebaixamento. Ou seja, era uma briga direta pra não cair.

Com a derrota feia e jogando mal, o técnico Rogério Micale já não é mais o treinador. Cantei essa bola aqui no blog quando ele assumiu. Escrevi que a contratação dele foi um erro e que ele não duraria muito no cargo.

Esta situação, faz do Galo um forte candidato ao rebaixamento por causa da má gestão do clube. Pegar um treinador que aceite pegar esta batata quente e dirigir o time por mais 13 rodadas não vai ser fácil.

Logo o Atlético MG, que antes do brasileirão começar era considerado um dos candidatos ao título.

Vale lembrar que o Vasco ainda joga nesta rodada, hoje à noite contra o Sport no Recife, num daqueles jogos que valem seis pontos.

Bahia e Avaí chegaram aos 30 pontos e pelo menos estão fora da zona da degola. O time catarinense arrancou um empate do Flamengo no Rio. Enquanto que o Bahia ganhou surpreendentemente do Grêmio num pênalti escandalosamente mal marcado.

São Paulo, Ponte, Coritiba e o já rebaixado Atlético GO são os quatro últimos.

Desses aí, o São Paulo é o time com mais condições de se recuperar. Tem uma torcida gigante e que vem lotando o Morumbi.

Além disso, acabou empatando com o Corinthians num resultado injusto. Jogou melhor, fez um gol que foi mal anulado e levou um castigo no final.

Pelo andar da carruagem, na minha opinião, Sport, Ponte e Coritiba são os times mais ameaçados. O Atlético GO já está lá.

Até a próxima.

 

 

 

Fla x Flu na Sul-Americana

Foi no sufoco, mas o Fluminense conseguiu passar da LDU, com um gol aos 41 do segundo tempo.

Apesar da derrota, a classificação para as quartas-de-final da Sul-Americana veio com o gol marcado fora de casa.

Os jogadores tem que comemorar muito este feito.

Primeiro porque desbancou um time que já vem entalado na garganta dos tricolores há muito tempo.

A equipe equatoriana ganhou do Fluminense em duas finais de torneios continentais, incluindo a fatídica decisão da Libertadores de 2008, quando o time carioca perdeu nos pênaltis em um Maracanã lotado.

Segundo porque o time não jogou bem.

A marcação falhou em diversos momentos. Os buracos enormes na defesa, só não foram aproveitados pelo atacante Barcos, porque ele está lento e no final da carreira.

Mesmo assim ele acabou fazendo o primeiro gol da LDU. Estava livre na área e cabeceou bem, não perdendo a chance.

O segundo gol veio logo na sequência. Parecia que o Fluminense ia cair mais uma vez diante dos equatorianos.

Mas quis o destino que, desta vez, os tricolores levassem a melhor.

Bom para o futebol carioca. Agora teremos um Fla x Flu em um mata-mata de competição continental.

Isso já aconteceu, exatamente na Sul-Americana, em 2009.

Foi uma eliminatória da fase preliminar e o Fluminense levou a melhor.

No primeiro jogo tivemos um empate sem gols. Na segunda partida, com mando do Fluminense, 1 x 1 e o tricolor passou com o gol que fez "em casa".

Justamente em 2009 o Fluminense chegou à final da Sul-Americana e, adivinhem? Perdeu pra LDU!

Naquele ano o Flamengo arrancou para a conquista do brasileirão, com um elenco que tinha Adriano, Kléberson, Petkovic, Zé Roberto e companhia.

Por falar em elenco, o Flamengo este ano é o favorito contra o Fluminense.

Despachou a Chapecoense com facilidade.

Além de ter um grupo mais qualificado e equilibrado. Na teoria, com o potencial de ataque que tem, não terá problemas para fazer gols na fraca defesa tricolor.

Foi assim na final do Campeonato Carioca deste ano, quando os rubro-negros ganharam os dois jogos com tranquilidade.

Mas vai enfrentar um time de garotos, com a grande maioria formada em Xerém, e que não tem nada a perder.

Espero que seja um grande duelo!

Até a próxima.

 

 

O Jô não tem culpa

Que o gol do Jô pelo Corinthians, na vitória sobre o Vasco foi irregular, todo mundo viu. Todo mundo sabe.

Logo o Jô, que aplaudiu o fair play do Rodrigo Caio pela sinceridade, lembra?

Agora não foi capaz de ser sincero e dizer que foi com o braço mesmo.

Preferiu inventar uma história de que não sabe se tocou ou não porque o lance foi muito rápido.

Tá na cara que ele faltou com a verdade. Até porque ele estica um pouco o braço quando percebe que a bola ia passar.

Tem gente dizaendo que a bola já entraria mesmo. Eu até concordo.

Mas que o gol foi irregular, ninguém tem dúvida.

Agora, eu até entendo que ele tenha este tipo de atitude.

Imagina se ele chega pro árbitro e pede pra anular o gol porque foi com o braço.

Já imaginou qual seria a reação da torcida?

Certamente a Fiel não o perdoaria jamais.

Principalmente num jogo chave como este, em que o Corinthians precisava vencer de qualquer jeito.

Acredito até que ele ficaria marcado pela torcida e pela diretoria.

O erro aqui foi da arbitragem, que não viu ou fez vista grossa no lance.

Sim, porque o árbitro auxiliar estava muito perto da jogada.

Pra mim ele não teve peito pra alertar sobre o toque e pedir pro árbitro invalidar o gol.

Nestas horas, o peso da camisa e a circunstância da situação contam muito.

Portanto, o Jô tá perdoado.

Já a arbitragem...

Tite segue surpreendendo

Confesso que fiquei surpreso com a convocação do Tite para os jogos contra a Bolívia e o Chile pelas eliminatórias.

Nem tanto pela não convocação do Vanderlei, goleiro do Santos. Isso eu já esperava.

Parece que ele tem os três nomes no gol já definidos para o mundial. Tanto é que ele repetiu a última lista nesta posição.

Mas, chamar um jovem de 21 anos pela primeira vez, foi uma baita surpresa.

O volante Arthur, do Grêmio, tem a sua primeira chance na seleção.

Ele foi observado pelo treinador no empate sem gols contra o Botafogo pela Libertadores.

Tite ficou maravilhado com a naturalidade e o nível de concentração do Arthur, mesmo numa partida daquela importância e atuando fora de casa.

Segundo o treinador, ele já vem sendo observado há alguns jogos.

A empolgação com o jovem é tanta, que ele comparou com a chance que deu um tempo atrás para o Gabriel Jesus.

O Arthur realmente é muito bom jogador. Mas quero ver ele ter a chance de jogar uma destas duas próximas partidas.

Sim, porque chamar o atleta e não colocá-lo pra jogar, não vai adiantar nada, correto?

Até o início da Copa, serão pouquíssimas listas para que o Arthur ganhe a sua chance na Rússia.

Acredito ser difícil que ele brigue para jogar numa posição que já tem o Casemiro, do Real Madrid, Fernandinho, do Manchester City e até o Fred, do Shaktar, que ganhou nova chance na seleção.

Outro que ganha uma nova chance é o atacante Diego Tardelli que está no futebol chinês (Shandong Luneng).

Ele não seria um titular na Copa, mas melhor que o Firmino e do que o Taison (que ficou de fora) ele é.

Rodrigo Caio, que vive um momento ruim no São Paulo, além do Fágner, Giuliano e Luan, não foram convocados desta vez.

Danilo, lateral do Manchester City, e Jemerson, zagueiro do Mônaco, também não foram relacionados na última lista e agora foram convocados.

Pelo visto, a fase de observação e de experiências do Tite vai continuar.

Até a próxima.

 

 

 

Descendo a ladeira

Além do líder absoluto Corinthians, que desandou no returno e sofreu três derrotas em quatro jogos, outras equipes vem chamando atenção pelo péssimo rendimento apresentado  nas últimas rodadas.

São times que vem caindo muito de produção, exatamente em um momento em que entramos no último terço do campeonato.

Ainda falta muita coisa, mas a pressão e a falta de confiança vão minando o desempenho de Sport e Chapecoense.

A Chape inclusive já está na zona do rebaixamento.

O time catarinense perdeu a força que tinha dentro da Arena Condá. Agora virou presa fácil dos adversários.

Contra o Cruzeiro, sofreu a sexta derrota em casa no brasileirão, um recorde desde a entrada da Chape na elite do futebol brasileiro, em 2014.

Desde a saída de Vagner Mancini e a chegada de Vinícius Eutrópio, foram apenas 11 pontos conquistados em 12 jogos.

Ele perdeu quatro das últimas cinco partidas!

O que mostra que o problema só se agravou com a troca de treinador.

Há quem defenda que o clube jamais deveria ter demitido o Mancini.

Para piorar a situação, a torcida tem evitado cobrar muito e parece um pouco anestesiada com a situação.

Tudo por conta da recente tragédia que obrigou a direção do clube a recomeçar do zero.

Contra o Cruzeiro, apenas alguns protestos tímidos foram ouvidos no estádio.

Sei não, mas acho que a Chape é fortíssima candidata ao rebaixamento.

Vanderlei Luxemburgo começou muito bem no Sport e com pinta de que ia brigar lá em cima na tabela.

Mas a sequência de resultados ruins fez o time desabar e ficar perto da zona do rebaixamento.

A derrota deste domingo foi muito dolorosa, por ter sido em casa e diante de um adversário que briga diretamente com o Sport pra não cair.

Sem falar nos 5 x 0 que levou do Grêmio na rodada anterior.

Com isso a equipe estacionou nos 29 pontos, apenas três na frente do Vitória, primeira equipe no Z4.

Já são seis jogos sem saber o que é vencer. O último triunfo aconteceu no dia 30 de julho! Já estamos quase na metade de setembro.

Além disso, o time passou em branco e não fez gol nos últimos quatro jogos.

Para piorar a crise, Diego Souza resolveu fazer um voto de silêncio e não fala com a imprensa.

Se algum repórter tenta escutá-lo, ele age de uma forma destemperada e grosseira.

diego souza Descendo a ladeira

Diego Souza está há quase 2 meses se marcar no brasileirão

Pelas redes sociais, muitos torcedores do Leão não poupam críticas ao principal jogador do time, dizendo que ele só quer falar quando o time está bem e ele tem boas atuações.

Convenhamos que a crítica é mais do que justa. O papel da imprensa é ouvir o relato de um dos líderes do time, quando acontece uma queda de rendimento acentuada como esta.

Dar entrevista só nos momentos de glória é fácil. Quero ver dar a cara a tapa agora.

Na minha opinião, esta situação só mostra que ele não é, nem nunca foi, jogador de seleção. Aliás, escrevi isso aqui várias vezes.

Se continuar com este jejum de vitórias, o Sport se junta á Chape como um forte candidato à segundona em 2018.

Até a próxima.

 

 

 

O desespero argentino

Incrível como a Argentina não vem conseguindo jogar nestas eliminatórias.

Mesmo trocando de técnico e tendo no comando a experiência do Jorge Sampaoli, o time não ganha de jeito nenhum.

O empate diante do Uruguai, fora de casa, nem pode ser considerado um desastre.

Estava jogando contra uma seleção de tradição, que tem Suarez e Cavani lá na frente, e que é o vice-líder das eliminatórias.

Agora, empatar em casa contra a lanterna Venezuela, pode ser vista como uma tragédia.

E olha que a Argentina começou atrás no placar, num gol de contra-ataque.

Logo depois, a equipe empatou, com a participação de Icardi, que fez o primeiro gol dele na seleção principal. Se bem que o juiz anotou gol contra na jogada.

Vale dizer que praticamente era um jogo de ataque contra defesa, com os hermanos atacando o tempo inteiro e pressionando no campo do adversário.

Mas eles pecaram nas finalizações e esbarraram na grande atuação do jovem goleiro venezuelano Fariñez, de 19 anos, que já vem brilhando nas categorias de base do país, tendo conquistado o vice-campeonato mundial sub-20.

Mesmo com esta grande atuação, era pra Argentina atropelar a Venezuela.

Um time que tem Messi, Dybala, Di María e companhia, não pode sofrer desse jeito contra uma Venezuela já eliminada das eliminatórias.

Sorte deles que os outros resultados não foram tão ruins. O Chile conseguiu perder pra Bolívia, fora de casa, enquanto que o Paraguai perdeu em casa para o Uruguai.

O único placar que não foi bom, foi a vitória do Peru sobre o Equador, em Quito. Foi a terceira vitória seguida do time peruano, que segue sua recuperação nas eliminatórias.

Mas, por sorte, o Peru será exatamente o próximo adversário dos argentinos, que mais uma vez jogará em casa.

Praticamente uma decisão para os comandados do Sampaoli, que depois de duas partidas, ainda não perdeu, mas também não ganhou.

Com os dois pontos conquistados na última semana, a Argentina se mantém na quinta posição, o que lhe daria o direito de ir pra repescagem contra a Nova Zelândia.

Um calvário que parece não ter fim. Pra piorar ainda mais a cobrança da torcida, o Brasil está dez pontos na frente do segundo colocado e nadando de braçada na competição.

Quanta coisa mudou nos últimos anos hein...

 

 

Quem foi pra ver o Neymar, viu o Coutinho

Acho que a ida do Neymar para o PSG fez mal pra ele.

Pelo menos na sua primeira partida na seleção, depois de ter ido pra França.

O novo status do craque, que agora é o jogador de futebol mais caro de todos os tempos, parece ter prejudicado a parte psicológica dele na seleção.

No jogo contra o Equador, o que se viu foi um Neymar extremamente individualista e querendo resolver tudo sozinho.

O tempo ia passando, e quanto mais ele errava, mais ele tentava corrigir.

Chute mesmo, na direção do gol, só acertou um!

Sem falar na irritação durante a partida. Ele até levou um cartão amarelo no início da partida.

Ora, todos já sabiam que ele ia ser cassado e provocado em campo pelos equatorianos. É o ônus de ser o protagonista.

Se ficar irado e revidando cada agressão ou provocação, vai ser presa fácil pra qualquer equipe com a mesma estratégia de tirá-lo do sério.

Não só na seleção, mas também no campeonato francês, jogando pelo PSG.

E no final da partida, vocês viram?

Enquanto todos os jogadores se reuniram e agradeceram o apoio do torcedor gaúcho, ele foi direto pro vestiário, visivelmente incomodado com a atuação que deixou a desejar.

Quem roubou a cena e acabou saindo como a maior estrela foi Phillippe Coutinho.

Depois da semana agitada por conta da falsa contusão e de todas as mentiras que foram apresentadas para a imprensa e para o Liverpool, ele entrou bem no segundo tempo e mudou o jogo.

Fez um belo gol e deu outra movimentação pra seleção brasileira.

Acho até que, depois da entrada dele, o Neymar ficou um pouco menos fominha. Parecia que ele estava sentindo falta de alguém pra tabelar e "conversar" dentro de campo.

Convenhamos que Coutinho é mais jogador e vive um melhor momento que o Renato Augusto. Só não começou como titular por causa de toda a fofoca sobre a sua possível transferência pro Barcelona.

Vale lembrar que tudo isso aconteceu porque ele deu margem pra isso. Acredito que a situação foi toda muito mal conduzida.

Eu até entendo que ele não queira mais ficar na Inglaterra e esteja fazendo isso tudo pra ir pro Barcelona.

Mas ele podia ter tentado outros caminhos que não fosse o da mentira ou do fingimento.

Sinceramente, acho que ele tem bola pra ser um dos titulares absolutos do Brasil na Copa.

Então, é importante que ele esteja feliz no clube também, para que consiga render bem.

É o que o Tite e todos nós esperamos.

Até a próxima.

Fingimento inaceitável

Phillippe Coutinho é o grande assunto da seleção brasileira, que se apresentou em Porto Alegre.

A equipe se prepara pro jogo contra o Equador pelas eliminatórias na próxima quinta.

O jogador do Liverpool não vem sendo aproveitado no clube dele, alegando uma contusão.

Uma dor nas costas seria a responsável pela ausência de Coutinho no time inglês.

Ele não joga desde o dia primeiro de agosto, quando a equipe bateu o Bayern de Munique por 3 x 0, pela Audi Cup.

De lá pra cá, os Reds já jogaram duas partidas pela Liga dos Campeões e três rodadas da Premier League.

Ou seja, o Liverpool já vai pro sexto compromisso sem o brasileiro, que continua alegando problemas médicos pra não jogar.

Mas, foi só se juntar ao grupo da seleção, que as dores nas costas terminaram.

Coutinho foi examinado e nenhum problema clínico foi constatado!

Inclusive o jogador já está pré-relacionado e provavelmente será o titular na quinta.

Tá na cara que ele não quer permanecer no Liverpool. Todos sabem que o Barcelona vem fazendo pressão para contratá-lo e vem subindo cada vez mais a proposta.

O clube inglês, a princípio, não queria fazer o negócio. Mas, depois de toda esta demonstração de descaso do meia-atacante, acredito que a única saída será a venda do jogador.

O pior é que o prazo para fechar a janela termina exatamente no dia do jogo, no próximo dia 31 de agosto. Até lá a situação tem que estar definida.

Sinceramente, acredito que o Liverpool tem dois caminhos: ou fecha o negócio arrancando o máximo de dinheiro que puder do Barcelona, ou permanece irredutível e fica com um jogador que já demonstrou claramente que está infeliz na Inglaterra.

Achei feia a atitude do Coutinho. Ele vem alimentando a ira do torcedor do Liverpool, que está sabendo do fingimento dele.

Podia lidar com esta situação com mais profissionalismo. Dar um argumento falso de contusão porque quer ir embora não está sendo nada bom pra imagem dele.

Acho até que na seleção, o Tite deveria estar atento a isso.

coutinho Fingimento inaceitável

Falsa contusão está abalando a imagem de Phillippe Coutinho

Para piorar a situação, o Liverpool vem tendo boas atuações mesmo sem a presença dele no campo.

No último sábado, os Reds fizeram 4 x 0 no Arsenal com uma atuação convincente. Obviamente a torcida está com o orgulho ferido e vai aumentar o sentimento de rejeição ao jogador.

Parece muito com um negócio envolvendo o Barcelona, Neymar e o PSG.  O jogador fez um suspense exagerado, brigou no treino e deu vários motivos para torcida do Barça ficar com raiva dele.

Acho que os craques da nossa seleção deveriam aprender a conduzir melhor essas transferências.

Nessas horas uma boa assessoria pode ser o melhor caminho. Sinceridade também.

Até a próxima.

A noite será dos visitantes

Hoje o Flamengo tem a chance de conquistar uma vaga pra final da Copa do Brasil diante da sua torcida no Maracanã.

Se no primeiro jogo, no Nilton Santos,  a torcida era quase toda botafoguense, agora a história é outra. O maior palco do futebol brasileiro, será praticamente todo rubro-negro.

Uma vantagem que não dá pra ser desprezada. O Flamengo está invicto no estádio este ano. Em dez jogos, foram seis vitórias e quatro empates.

Agora, tem uma coisa. O Flamengo terá que vencer o jogo pra se classificar.

Qualquer empate com gols é do Botafogo.

Um 0 x 0 leva pros pênaltis. Aí o Botafogo vira o favorito porque tem o Gatito Fernández.

Ele defendeu sete cobranças em doze pênaltis no ano. Um aproveitamento fantástico e que tira muito a confiança de quem for cobrar pelo Flamengo.

Sem falar que o Botafogo gosta de jogar no erro do adversário, aproveitando os contra-ataques. Este é o grande perigo pro Flamengo.

Por outro lado, a equipe não terá o zagueiro Carli para pelo menos segurar o empate. Sem dúvida uma ausência que será sentida.

No meu palpite, teremos um empate com gols esta noite e o Botafogo sai classificado do Maracanã.

No outro confronto, a torcida do Cruzeiro esgotou os ingressos no Mineirão, para o jogo contra o Grêmio.

No primeiro jogo, vitória gaúcha por um a zero. Um resultado que foi considerado surpreendente, diante do favoritismo gremista.

Mas o Cruzeiro mostrou sua força e hoje terá um confronto totalmente aberto e indefinido para ir à final.

O problema mineiro é se levar um gol. Aí, as coisas vão se complicar, porque somente dois gols de vantagem poderão salvá-lo.

Acredito que o Grêmio não vai passar em branco esta noite e vai sair classificado do Mineirão.

É só palpite!

Vamos ver hoje à noite o que acontece.

 

 

 

 

 

O reencontro de Micale com o Maracanã

O técnico Rogério Micale vai voltar ao palco do Maracanã, praticamente um ano depois do maior feito da carreira.

Vale lembrar que foi no dia 20 de agosto de 2016, que a seleção brasileira conquistou o único título importante que faltava. O ouro olímpico.

Ele era o treinador, e chorou muito após o pênalti cobrado por Neymar, que pôs fim ao sufoco e quebrou o jejum nas olimpíadas.

Tenho certeza que ele sabia que estava entrando para a história naquele momento.

Daqui há 50 anos, quando forem ver a ficha do jogo, o nome dele estará lá, como treinador de uma equipe vencedora e que não decepcionou dentro de casa.

Agora, Micale vai voltar ao Maracanã em um outro momento e numa nova condição.

Depois do ouro, ele foi o comandante de um fiasco da seleção sub-20, que ficou em quinto no Sul-Americano da categoria e não se classificou pro Mundial.

Com este fracasso, em fevereiro ele ficou desempregado e só voltou a ter uma oportunidade no último dia 21 de julho, pra assumir o Atlético Mineiro.

Até o momento a passagem dele pelo Galo não foi das melhores. Em cinco jogos, foram duas vitórias e três derrotas.

Por isso o confronto de hoje contra o Fluminense, num Maracanã de tão boas recordações, vale muito para o Atlético.

Com 26 pontos e amargando a 13ª colocação no campeonato brasileiro, a equipe pega um adversário que está apenas um ponto na frente, em 11º lugar.

É o típico jogo de 6 pontos, que representa subir na tabela e ultrapassar um rival que também não anda bem das pernas.

roge´rio micale 2 O reencontro de Micale com o Maracanã

Rogério Micale ainda não fez o Galo engrenar

Não dá pra acusar o Micale de omissão.

Ele vem fazendo mudanças na equipe, e teve a coragem de deixar o Fred e o Robinho no banco de reservas.

A aposta dele no ataque é o Rafael Moura, que teve uma boa atuação diante do Flamengo.

Resta saber se estas atitudes corajosas vão trazer bons resultados.

Uma derrota hoje no Maracanã, deixa o Atlético a apenas três pontos da zona do rebaixamento.

Pra quem começou o campeonato como um dos candidatos ao título, eu diria que a torcida tem toda a razão de estar revoltada.

Até a próxima.

 

Página 3 de 8312345...Último