O Tite agradece

Que o técnico Tite continua fazendo um ótimo trabalho à frente da seleção brasileira, ninguém tem dúvida.

Ele é o líder de uma equipe que vem crescendo na hora certa e ainda conta com o vento soprando à favor.

Escrevo isso porque algumas peças-chave do time estão ganhando popularidade e valor de mercado no futebol mundial. Isso é sempre positivo faltando menos de um ano pro início de uma Copa do Mundo.

O goleiro Alisson, por exemplo, que é cotado pra ser o titular do Tite, finalmente vai ter oportunidade de ganhar mais ritmo de jogo.

Ele vinha sendo por mais de um ano, o reserva do polonês Szczesny no Roma.

Evidentemente que isso atrapalhava a preparação dele para o mundial. Goleiro tem que jogar. De preferência partidas importantes e decisivas para entrar num ritmo forte de competição.

Sem falar no fator status. Como ser o goleiro titular de uma seleção brasileira na Copa, se nem titular do seu clube ele é?

Que bom para ele e pro Tite, que pode ver o seu goleiro favorito em campo. Até porque ele vai ter mais margem de comparação com o Cássio ou outros goleiros, com todos eles atuando.

O meia Paulinho, que estava há um bom tempo tendo que se contentar com o futebol chinês, vai dar uma guinada na carreira.

Ele acabou de fechar com nada mais nada menos que o Barcelona, numa das transações mais caras já feitas pelo clube espanhol.

O passe dele foi comprado por 40 milhões de euros, cerca de 150 milhões de reais. Somente Neymar, Luis Suárez e Ibrahimovic, custaram mais para os cofres do Barcelona.

Paulinho 681x499 O Tite agradece

Paulinho estava no Guangzhou Evergrande desde 2015

Certamente uma mudança que vai ser muito boa para o jogador.

Primeiro porque vai passar a morar numa cidade maravilhosa de um país europeu que tem costumes muito mais parecidos com o nosso do que a China.

Segundo porque vai ter com quem "conversar" em campo. Jogadores como Mascherano, Iniesta, Messi e companhia, vão fazer o futebol do Paulinho crescer muito. É sempre melhor jogar ao lado de quem sabe.

Claro que a pressão vai ser maior e os jogos importantes serão cada vez mais cotidianos na carreira do Paulinho. Bom pra ele e pra nossa seleção, que ele tenha esta nova missão em um clube como o Barça.

A transferência do Neymar pro PSG também vai ajudá-lo neste momento pré-Copa. O atacante vai ter muito mais liberdade no time francês, exatamente como o Tite quer que ele jogue na seleção.

Pela primeira partida que ele jogou, fazendo gol e dando uma assistência fantástica pro Cavani, já deu pra perceber que ele vai se sentir muito bem com essa nova camisa e se deslocando mais no ataque.

Quero aqui lembrar também do Phillippe Coutinho, que tem boas chances de se transferir para o Barcelona.

Apesar dos dirigentes do Liverpool negarem, a imagem do jogador já foi até retirada da loja oficial do clube, o que só aumenta a suspeita de que o negócio realmente vai sair.

Que outros titulares da nossa seleção possam crescer profissionalmente, nessa reta final de preparação para A Copa do Mundo.

Até a próxima.

 

 

Cássio e Luan mereceram a convocação?

O técnico Tite continua chamando nomes novos, dando sequência às suas experiências na montagem do grupo que vai disputar a Copa do Mundo.

O treinador soltou a lista de convocados para os jogos contra a Colômbia e o Equador, pelas eliminatórias.

Na verdade serão treinos de luxo para o Brasil, que já está classificado para o mundial.

Deu pra perceber que ele já tem uma base formada, mas algumas posições ainda estão abertas para novidades.

Uma delas é a de goleiro, onde nenhum nome é considerado unanimidade no grupo.

Alisson nunca foi um consenso. Acredito até que ele é bom goleiro, mas não tem a liderança que um goleiro necessita para defender uma seleção brasileira.

Por isso gostei muito da convocação do Cássio, que tem na bagagem títulos de Libertadores e Mundial por um clube grande como o Corinthians.

Curiosamente estes títulos foram conquistados com Tite no comando. Portanto o treinador do Brasil conhece bem a personalidade do "novo" convocado.

Na verdade, o goleiro já havia sido chamado em outras ocasiões, mas com Tite é a primeira vez.

Convenhamos que ele já estava fazendo por merecer esta convocação.

Cássio já teve momentos ruins na carreira, mas a regularidade que ele vem demonstrando neste brasileirão, é digna de aplausos.

Acho inclusive que, se ele continuar nesta boa fase, tem tudo pra ser o goleiro titular da seleção lá na Rússia no ano que vem.

Outra novidade que veio em boa hora foi o Luan, do Grêmio.

Pelo campeonato brasileiro que ele vem fazendo, já merecia ter sido lembrado antes.

Ele vem fazendo a diferença e liderado o time gaúcho na ótima campanha da equipe no brasileiro. Se não fosse o Corinthians estar tão fora da curva, o time estaria brigando ponto a ponto pelo título.

Sem falar no ouro olímpico, em que ele foi uma das peças chaves da seleção, inclusive fazendo gols importantes.

Só não dá pra entender ele estar praticamente acertado com o Spartak de Moscou. Merecia ir para um clube muito maior num centro mais importante do futebol europeu. Vai ser mal assessorado assim lá na Rússia!

O ataque da seleção é que continua meio nebuloso.

A equipe tem dois titulares absolutos, Neymar e Gabriel Jesus.

Mas, se um deles se machucar, vai ser um Deus nos acuda na Copa.

Não consigo digerir jogadores como Firmino e Taison, com boas chances de disputar o mundial.

O Taison nem é titular absoluto do Shaktar. Não pode jogar na seleção.

Seria muito melhor se o Tite convocasse o Jô, do Corinthians, por exemplo. Um atacante que pelo menos se posiciona bem na área e deixa a sua marca nos jogos mais importantes.

Bom, pelo menos ele deixou o Diego Souza de fora desta vez. Esse é outro que não pode vestir a camisa da seleção.

Até a próxima.

 

 

 

 

Jogo com cara de decisão

Hoje acontece o jogo mais importante do ano para o Palmeiras.

É a úncia chance de terminar 2017 com um título.

A equipe está muito longe da briga pela conquista do brasileirão. Além disso, já foi eliminado da Copa do Brasil.

A partida é tão importante que o técnico Cuca resolveu poupar os seus titulares contra o Atlético PR. Na minha opinião, decisão acertada, para que ninguém venha com a desculpa do desgaste físico.

Até porque, se não briga pelo título, o time acumulou gordura suficiente no brasileirão, para não se preocupar com a parte de baixo da tabela.

Depois de perder por um a zero no jogo de ida, a equipe precisa de 2 x 0 para se classificar diante do Barcelona de Guayaquil. Se levar um gol, vai ter que fazer 3 gols.

Não é um resultado difícil de acontecer, muito pelo contrário. Acredito que este elenco palmeirense tem tudo pra se classificar hoje á noite.

O Allianz Parque estará lotado, com mais de 40 mil pessoas empurrando o time.

Além, disso, a chegada do Deyverson,  e a recuperação do Moisés, que fica no banco, deixam o time mais encorpado.

O grande problema é a tensão que marca este jogo. O clima definitivamente não é dos melhores no clube, após o afastamento do Felipe Melo.

Sem falar no descontentamento da torcida, que esperava muito mais deste elenco no ano.

Mesmo após a chegada do Cuca, a equipe mostra uma instabilidade durante as partidas que não estava nos planos.

A eliminação na Libertadores seria encarada como um desastre que pode mudar muita coisa no clube.

Jogadores seriam negociados e o elenco reformulado.

Não acredito que o Cuca seria demitido. Até pela identificação que ele tem com o Palmeiras e pela gratidão que a torcida tem com ele.

Mas, certamente ele perderia a paz para o restante de 2017.

Vou dar aqui o meu palpite: acho que o Palmeiras vence por 1 x 0 e se classifica nos pênaltis para as quartas-de-final.

É esperar pra ver...

 

Neymar já deu certo no PSG

Neymar foi apresentado ao Paris Saint Germain com toda a pompa que um astro como ele merece.

Com muitos torcedores na rua, muitas camisas sendo vendidas, a imprensa do mundo inteiro fazendo uma super cobertura.

O clube francês começa a capitalizar em cima da maior contratação da história.

Só de camisas, o PSG espera faturar em torno de 40 milhões de euros.

A conta é simples. Cada nova camisa 10 do brasileiro, custa em média 150 euros. Desses, 40 vão para os cofres do clube.

A expectativa é de que cerca de 1 milhão de camisas sejam vendidas.

A ideia é de que, com publicidade e venda de produtos, o jogador já comece a valer o alto investimento.

Sem falar em arrecadação com a maior renda nos jogos e um novo patamar de direitos de TV do campeonato francês.

Não tenho dúvidas que, no final das contas, o PSG terá um bom lucro com o negócio.

Fora o fato de que o mundo vai passar a olhar pra marca parisiense com outros olhos.

neymar psg Neymar já deu certo no PSG

craque terá mais liberdade no PSG

Pelo elenco que tem, fatalmente o time é favorito ao título do campeonato nacional, e entra muito forte na Liga dos Campeões.

Ouvi muita gente dizendo que na França ele jamais ganhará o título de melhor do mundo pela FIFA.

Acho uma tremenda bobagem.

Se ele realmente assumir o papel de protagonista e levar o PSG ao título da Champions, fatalmente  será o candidato a melhor do mundo, e não mais o coadjuvante do Messi.

Os outros brasileiros do grupo, como o amigo Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Lucas, vão ajudá-lo a se sentir em casa.

Não tenho dúvidas de que Neymar vai se dar bem na disputa do campeonato francês.

Por mais que seja muito marcado e até caçado em campo, ele vai deitar e rolar diante dos fracos adversários que enfrentar.

Sem falar que o time todo estará jogando em função dele.

Até o treinador espanhol Unai Emery, será obrigado a se render ao brasileiro.

Ele andou tendo alguns atritos com outros jogadores da equipe. Até o argentino Di Maria já discutiu asperamente com Emery.

Mas ele é inteligente o suficiente pra saber que, se entrar em uma zona de conflito com Neymar, vai acabar no olho da rua.

O que se espera é um esquema tático em que ele não tenha nenhuma obrigação de marcar. Só vai se preocupar em ter uma boa movimentação, pelos dois lados do campo, e não ficar preso na esquerda como acontecia no Barça.

Resumindo, Paris nunca mais será a mesma com Neymar e seus parças pelas ruas da cidade.

Alguém duvida?

 

 

Dia de caça ao líder

Hoje teremos a disputa da 18ª rodada do brasileirão, faltando apenas uma para atingirmos a metade do campeonato.

Mais uma vez as atenções estarão voltadas para o líder disparado e já campeão do primeiro turno, Corinthians.

O timão vai até Belo Horizonte enfrentar o Galo. Depois de muitos tropeços no Independência, será a primeira vez que o Atlético vai levar o jogo para o Mineirão, pra ver se melhora o seu desempenho em casa.

Vale lembrar que a equipe não vence em casa há um mês e tem a segunda pior campanha como mandante deste brasileirão.

Mesmo assim expectativa é de um grande público. Nem tanto pela campanha dos mineiros.

Mas sim pela qualidade do adversário, que é o único invicto do brasileirão, depois de 17 partidas.

Ninguém discorda que ganhar do Corinthians pode dar muita moral para o Galo.

Seria praticamente um divisor de águas para a equipe, que poderia até deslanchar depois de um resultado como esse. Esta é a grande motivação dos atleticanos para lotar o Mineirão.

Os dois tem desfalques importantes.

Fred, lesionado, não joga. O ataque atleticano terá Robinho e Rafael Moura.

O Corinthians tem mais ausências importantes.

Jadson mais uma vez fica fora. O mesmo acontece com Romero e Marquinhos Gabriel, todos lesionados.

O time vai ter Clayson e Camacho encostando no atacante Jô.

Posso estar redondamente enganado, mas acho que hoje pode cair a invencibilidade corintiana. Acredito que pelo menos o Galo arranque um empate hoje.

Bom para o Grêmio, que na teoria tem o jogo mais tranquilo da rodada.

O time também vai atuar fora de casa, mas enfrenta o lanterna Atlético GO em uma partida em que é o franco favorito.

Se os prognósticos se concretizarem, teremos a vantagem do líder reduzida novamente.

Pode até cair pra cinco pontos.

Claro que todo mundo que não é corintiano, torce pra que essa invencibilidade caia de uma vez por todas.

Pra dar mais graça ao brasileiro.

Até a próxima.

 

 

 

 

Contra a teoria da conspiração

Os erros de arbitragem tem que ser punidos.

Achei correto o afastamento do assistente Pablo Almeida da Costa, de Minas Gerais, pelo impedimento muito mal marcado do Jô, na partida contra o Flamengo.

Como todos viram várias vezes, o atacante corintiano estava bem atrás da linha da bola e mesmo assim acabou confundindo o bandeira.

Agora, não me venham com esta história de que foi "muito estranho" este erro contra o Corinthians.

Algumas marcações bizarras já aconteceram no brasileirão deste ano. Pênaltis inexistentes foram marcados, outros que aconteceram foram ignorados.

Sem falar nos impedimentos mal marcados. Foram vários nesta temporada.

Quem não lembra do impedimento ridículo marcado na partida entre Botafogo e Sport pela Copa do Brasil?

O atacante Pimpão também estava muito atrás da linha da bola, e mesmo assim a assistente Tatiane Camargo viu posição irregular na jogada.

O Botafogo, na época, fez muito barulho também.

Mas ninguém falou em teoria da conspiração.

Esta história de que estão todos contra o Corinthians pra dar alguma graça no campeonato é conversa pra boi dormir.

Até porque o time paulista já foi muito beneficiado também.

Não vejo má fé nestes equívocos. Na minha opinião é a mistura de incompetência com a falta de preparo e a colocação ruim para que marcações absurdas como estas aconteçam.

O treinador corintiano Fábio Carille, que não costuma se pronunciar muito sobre arbitragem, foi perfeito na avaliação do problema.

Para ele, existem erros e erros.

Pelo tamanho e pela importância do jogo, erros como o que vimos, não podem acontecer. Concordo plenamente.

Ele acredita que os profissionais do apito no Brasil estão muito mal preparados.

Não é só no Brasil não. É um problema mundial.

Mas em nenhum momento ele falou de má fé ou roubalheira contra o time dele.

Um depoimento muito equilibrado e consciente sobre toda a lambança que aconteceu.

Até a próxima.

 

Semana decisiva na Copa do Brasil

O jogo mais interessante das quartas-de-final da Copa do Brasil, será entre Cruzeiro e Palmeiras.

Apesar de ter acontecido quase um mês atrás, ainda me lembro de como o jogo de ida foi eletrizante.

O Cruzeiro envolveu o adversário como uma grande atuação do Thiago Neves, e foi muito competente nas roubadas de bola e nos contra-ataques. Acabou indo pro intervalo com a vantagem de 3 x 0.

Mas, o palmeirense que não foi embora do estádio, não se arrependeu.

No segundo tempo o time da casa foi pra cima e acabou arrancando o empate com muita competência. Quase fez o gol da virada.

O resultado de 3 x 3, foi comemorado pelo elenco após o desastre na primeira etapa.

Hoje o empate até 2 x 2 classifica o Cruzeiro. Uma senhora vantagem pro time que joga em casa.

Mas não acredito que o Cruzeiro vai ter uma postura cautelosa.

A própria torcida vai empurrar o time pra frente e é neste momento que o Palmeiras pode aproveitar para surpreender no contra-ataque.

O meu palpite é que o Cruzeiro passa, mas num empate com poucos gols.

O Flamengo é o favorito no confronto diante do Santos.

Mesmo com o jogo acontecendo na Vila Belmiro, a vantagem de 2 x 0 dos cariocas é praticamente decisiva.

Se o rubro-negro fizer um gol, vai obrigar  o adversário a fazer pelo menos quatro pra seguir adiante.

Vale ressaltar o poder ofensivo deste time do Flamengo, com Guerrero, Berrio e Everton, com Diego encostando nos atacantes.

O confronto mais indefinido de todos é entre Botafogo e Atlético.

O Galo venceu por 1 x 0 na ida. Placar magro demais pra comemorar qualquer coisa.

Até porque a equipe mineira vive um drama, com a má fase de seus jogadores.

O novo treinador, Rogério Micale, vai ter um teste decisivo na sua estreia.

Sinceramente, não estou levando muita fé no Galo não.

Acredito que o Botafogo vai reverter a situação no Estádio Nilton Santos.

A única barbada acontece amanhã, quando o Grêmio vai apenas confirmar a classificação, depois de ter atropelado o Atlético PR por 4 x 0.

Até a próxima.

 

 

 

Mais uma medalha para os guerreiros da água

Depois da prata no revezamento 4x100 metros nado livre para a equipe brasileira, hoje foi dia de mais uma medalha para o Brasil, no mundial de esportes aquáticos de Budapeste, na Hungria.

natacao 1 Mais uma medalha para os guerreiros da água

O revezamento do Brasil não subia ao pódio desde os Jogos de Sydney em 2000

Nicholas Santos conquistou a prata na prova dos 50 metros borboleta, com o tempo de 22 segundos e 79 centésimos, apenas 4 centésimos atrás do britânico Benjamin Proud.

Uma medalha de prata com gostinho de ouro. Afinal de contas, ele quebrou mais uma vez o recorde de atleta mais velho a conquistar uma medalha em campeonatos mundiais em piscina longa.

Aos 37 anos, Nicholas já tinha quebrado este mesmo recorde dois anos atrás, em Kazan, na Rússia, quando também levou a prata nesta prova.

Mesmo não ganhando os 50 metros borboleta, ele continua sendo o líder no ranking da prova deste ano, com 22 segundos e 61 centésimos, tempo obtido no Maria Lenk.

Nada mal para um atleta que já está vivendo a reta final da carreira. Mas não dá pra descartar uma participação dele no próximo mundial, em 2019 na Coréia do Sul.

Fico feliz de ver que, mesmo com todos os desmandos e os escândalos que cercaram a CBDA antes do início da competição, as medalhas estão saindo.

Vale lembrar que a participação brasileira no Mundial chegou a ficar ameaçada, por causa de toda esta confusão.

Se contarmos com as três medalhas da incansável Ana Marcela Cunha na Maratona Aquática, já são cinco medalhas ao todo. E outras podem vir.

Bruno Fratus tem boas chances nos 50 metros livres. Além do João Gomes e Felipe Lima nas provas de peito.

Sem falar no revezamento 4 x 100 metros medley, onde o Brasil vem forte também.

Vale lembrar que esta é a menor delegação brasileira em mundiais dos últimos anos, com apenas 16 atletas.

Só pra se ter uma ideia, em 2015 foram 83 atletas representando o nosso país, e sete medalhas conquistadas.

Se a gente for colocar na balança o custo benefício desta delegação que está na Hungria, a participação é digna de aplausos.

Que bom que os dirigentes não conseguiram acabar com os esportes aquáticos no Brasil.

Agora é arrumar a casa e pensar no futuro.

O novo Presidente eleito da CBDA, Miguel Cagnoni, terá muito trabalho pela frente.

Que ele honre os votos que recebeu.

Até a próxima.

 

 

 

 

O Galo trocou 6 por 4

Estava na cara que o Roger seria demitido no Galo.

Perder em casa pro Bahia foi a gota d'água para um trabalho que não vinha funcionando.

Se antes o Atlético era imbatível em casa, agora o torcedor teve que amargar uma triste estatística.

Desde o começo do ano, quando Roger começou a dirigir o clube, foram quatro derrotas em oito jogos no Independência.

Sinceramente, continuo acreditando na competência do treinador.

O trabalho feito com o Grêmio em 2015, quando levou a equipe gaúcha ao terceiro lugar no campeonato, foi digno dos melhores técnicos do futebol brasileiro.

Ele ficou super valorizado depois disso.

Mas a verdade é que o Galo, com o elenco que tem, tinha que estar jogando muito mais.

Ele simplesmente não conseguiu dar um padrão de jogo ao time.

A diretoria mostrou toda a sua pressa e resolveu trazer o Rogério Micale, que na minha opinião, não é mais treinador que o Roger.

Não é nem trocar seis por meia dúzia. É trocar seis por quatro, no máximo.

rogerio micale O Galo trocou 6 por 4

Rogério Micale foi campeão olímpico com a seleção nos Jogos do Rio

O grande problema é a falta de opções no mercado.

Muitos atleticanos acreditam que a diretoria não deveria ter mandado embora o Levir Culpi, no final de 2015, por causa da identificação dele com o clube.

Sinceramente, não vejo uma luz no fim do túnel pro Atlético no restante da temporada.

Na Copa do Brasil, o time tem uma vantagem mínima e já volta a jogar na próxima quarta diante do Botafogo.

Micale não terá tempo suficiente pra ajeitar nada. Vai ser na base da motivação psicológica.

Na Libertadores, a equipe perdeu a primeira partida por 1 x 0 para o Jorge Wilstermann na Bolívia, com uma atuação muito fraca.

No dia 09 de agosto, vai tentar reverter a situação em Belo Horizonte, onde o time está inseguro e não vem se apresentado bem. Acho que a torcida, neste momento tenso, vai pressionar mais do que ajudar.

O Campeonato Brasileiro é a menor das preocupações. A equipe está no meio da tabela e tem vários outros times com uma vontade enorme de cair.

Mas, se não briga contra o rebaixamento, também não vai lutar pra ficar entre os seis primeiros.

Portanto, as próximas duas semanas vão definir o ano do Atlético.

Com Rogério Micale no comando, tem boas chances de ser um 2017 desperdiçado.

Até a próxima.

 

 

 

 

 

Sai a Libertadores, entra a série B

O casamento entre Camilo e o Botafogo chegou ao fim.

Acho que os dois se beneficiaram muito dessa relação, mas nada é eterno.

Camilo chegou no clube, vindo do futebol árabe e cercado de desconfiança. Ninguém apostava muito nele.

Mas o jogador superou todas as expectativas e mostrou um futebol que encheu os olhos.

Com uma técnica refinada e muita movimentação, ele não só virou titular absoluto como virou ídolo da torcida.

Impressionante como ele, no auge, chegou a vestir a camisa da seleção brasileira. Com todo o mérito.

Foi aí que o Botafogo fez muito bem pra ele, o tirando lá dos Emirados Árabes, onde ficou cinco meses sem receber, para colocá-lo na vitrine novamente.

Ele correspondeu em campo com grandes atuações e muito espírito de luta.

Não tenho dúvidas de que ele foi o grande responsável por ter levado o clube para a disputa da Libertadores deste ano.

Camilo botafogo Sai a Libertadores, entra a série B

Foram 57 jogos e 7 gols com a camisa do Botafogo

Acredito que o os problemas começaram quando a diretoria resolveu trazer o argentino Montillo, que jogava mais ou menos na mesma faixa de campo que ele.

Foi aí que o casamento começou a desmoronar.

O técnico Jair Ventura chegou a ser questionado se dava pra jogar com os dois juntos no meio-campo.

E ele chegou a escalar os dois ao mesmo tempo. Foram poucas ocasiões, é verdade. Sempre tinha um ou outro entregue ao departamento médico.

Camilo mostrou sua insatisfação, achando que ficava mais sacrificado no esquema, sendo o escolhido pra voltar e ajudar na marcação. Teve até uma discussão com o treinador.

A partir deste momento ele nunca mais foi o mesmo.

A concorrência também ficou mais forte.

Apesar da aposentadoria do Montillo, o menino João Paulo foi testado como o número 10 e agradou.

Sem falar no Marcos Vinícius, vindo do Cruzeiro, que vem conquistando a torcida com boas atuações.

Aí ele foi perdendo espaço no time, virou reserva, e quando entrava não mostrava o mesmo futebol que encantava todo mundo.

A parte física também prejudicou muito. Em vários jogos ele se mostrava pesado e se arrastava em campo.

A situação ficou insustentável.

Tanto é que o Camilo preferiu jogar pela série B, no Inter, do que continuar disputando a Libertadores.

Pelo menos lá no sul ele vai ter chance de jogar.

Uma coisa é certa. Ele vai precisar jogar mais do que vem mostrando pra conquistar o seu espaço no Colorado.

Até a próxima.

Página 2 de 8112345...Último