Para espantar a má fase

Mesmo não atravessando um bom momento, a torcida do Botafogo tem motivos para virar a chave e acreditar em um bom resultado esta noite diante do Nacional do Uruguai, partida de ida das oitavas-de-final da Libertadores.

O time vem fazendo uma campanha sólida na competição, eliminando alguns campeões, como Colo Colo, Olímpia e Atlético Nacional.

Além disso, o aproveitamento fora de casa é bem razoável, com uma vitória, dois empates e duas derrotas, marcando quatro gols no total.

Por falar em gols, teremos o artilheiro do time, Rodrigo Pimpão, em campo.

Ele marcou quatro dos cinco gols da equipe até agora na Libertadores e é peça chave para balançar as redes fora de casa. Pimpão terá a companhia de Roger no ataque.

Vale lembrar, que o time vem de três derrotas seguidas, sem marcar nenhum gol.

Um momento que pode ser considerado o pior do ano.

O Bota ainda vai ter o jovem Matheus Fernandes de volta, entrando no lugar do Camilo, que fica como opção no banco de reservas.

Com esta mudança a equipe ganha em velocidade e poder de contra-ataque para tentar surpreender os uruguaios.

Convenhamos que um empate já seria um ótimo negócio. Daria mais tranquilidade pra sequência do brasileirão.

O jogo da volta acontece somente no dia 10 de agosto. Portanto, muito tempo pra ficar remoendo um placar adverso.

Do outro lado, o Nacional do Uruguai quase não se classificou para a fase mata-mata. Ficou com a vaga dos piores segundos colocados. Assim mesmo, porque a Chapecoense foi punida.

Mas parece que, depois disso, conseguiu se acertar, vindo de três vitórias consecutivas no campeonato uruguaio, marcando três gols em cada jogo. Tudo bem que o fraco campeonato uruguaio não serve muito de parâmetro. Mas dá confiança.

A notícia ruim pra eles é que o atacante Aguirre, lesionado, está fora do jogo.

Boa sorte para o Glorioso.

Até a próxima.