Sofrimento rubro-negro

Difícil para a torcida rubro-negra engolir uma eliminação como essa. O San Lorenzo nem jogou bem, mas acreditou até o fim que poderia virar o jogo.

O pecado do Flamengo foi tentar controlar o resultado. A equipe se acovardou e recuou demais, achando que só isso bastaria.

O mais incrível dessa eliminação, foi o Atlético PR ter conquistado uma improvável vitória lá no Chile. Quanto mais de virada.

Era a única combinação de resultados que eliminaria o time carioca. Acabou acontecendo.

O mais difícil de engolir para a torcida, é que o Flamengo claramente tem mais time, é mais organizado e colocou mais investimento no futebol, que o rubro-negro paranaense.

Sem falar que a fase era muito boa, depois da conquista do título carioca. Ao contrário do Furacão, que vinha de derrotas inesperadas e uma goleada sofrida para o Bahia, na estréia do brasileirão.

Com os resultados de ontem, até a Chapecoense, que estava muito ameaçada de ser eliminada, se recuperou.

A decepção brasileira foi realmente o Flamengo. E não é a primeira vez que a equipe é eliminada de forma vexatória na Libertadores.

É hora de mudar tudo no clube?

Acho que não. O grupo e a comissão técnica estão fazendo um bom trabalho e devem permanecer.

Mas o abalo psicológico que o elenco vai sofrer, pode comprometer o ano.

Afinal de contas, a principal competição da temporada foi por água abaixo.

Até a próxima.