Posts de 17 de março de 2017

Favas contadas

Acho que a diretoria do Vasco já tinha errado ao contratar o Cristóvão Borges para esta temporada.

O último bom trabalho do treinador, foi exatamente no Vasco em 2011, após o problema de saúde com Ricardo Gomes.

Ele era o auxiliar e assumiu o time já formado e construído.

Mesmo assim, teve o mérito de continuar com a boa campanha do time no brasileirão, terminando como vice-campeão. Na ocasião, ele foi eleito o melhor treinador do brasileirão daquele ano.

cristovao coletiva 2gjX5oF crop 300x200 Favas contadas

Cristóvão caiu após a eliminação para o Vitória na Copa do Brasil

Depois disso não faltaram oportunidades. Praticamente todas elas não aproveitadas.

Ficou menos de um ano no Bahia em 2013, encerrando seu trabalho com 14 vitórias, 13 empates e 15 derrotas. Pelo menos o time não caiu, terminando a série A em décimo segundo lugar.

Em 2014, substituiu Renato Gaúcho como treinador do Fluminense. Apesar da eliminação na Copa Sul-Americana para o Goiás e para o América de Natal na Copa do Brasil, com direito a goleada no Maracanã, prosseguiu no cargo e terminou o ano em sexto lugar no campeonato brasileiro.

O ano seguinte foi pífio para o técnico no tricolor, que foi demitido após péssima campanha no campeonato carioca.

Mesmo assim, ele teve mais uma grande oportunidade, ao substituir Vanderlei Luxemburgo no Flamengo. Foram apenas 18 jogos no comando do rubro-negro e um pedido de demissão após a eliminação para o Vasco na Copa do Brasil.

Em outubro desse mesmo ano (2015), ele acertou com o Atlético PR, treinando o terceiro time diferente na temporada.

O trabalho dele no clube paranaense não durou nem 6 meses.

Mesmo com uma sequência de resultados ruins, ele foi o escolhido pelo Corinthians para substituir o Tite.

Foi uma contratação cercada de desconfiança pela torcida.

Ela tinha razão. Menos de 3 meses depois, ele saiu após mais um fracasso, na derrota para o Palmeiras. Foram 7 vitórias e 6 derrotas em 18 jogos dirigindo a equipe.

Eurico Miranda apostou que ele ia repetir o grande trabalho de 2011 ao voltar para o Vasco. Mas a aposta foi errada.

Claro que não dá pra culpar só o trabalho do treinador. O time do Vasco é muito ruim, o elenco é fraquíssimo e o time é forte candidato a cair novamente este ano.

Muitos nomes estão na pauta para substitui-lo. O clube vai ter que tentar um treinador que esteja fora do mercado atualmente.

Ninguém que esteja empregado vai cometer a loucura de assumir o Vasco com esse elenco. Sem falar em ter que aturar Luiz Fabiano como atacante e Eurico Miranda como Presidente.

Mas, o que não falta é treinador desempregado por aí.

Vanderlei Luxemburgo, Ricardo Gomes, Celso Roth, Oswaldo de Oliveira e Adílson Batista são alguns desses nomes.

Quem é que vai querer pegar esta batata quente?

 

 

 

 

Página 1 de 11