Tragédia poderia ter sido pior

Alguém aí se surpreendeu com o conflito generalizado que aconteceu em torno do Engenhão?

Não me venham com essa!

Os bandidos e criminosos que se dizem torcedores de Flamengo ou Botafogo, marcaram tudo pelas redes sociais.

A guerra e a violência que todos presenciaram, foi toda planejada durante a semana.

Todos os bandidos querendo um banho de sangue!

Tanto é que um grupo saiu atirando de dentro de um carro!

Foi assim que o torcedor do Botafogo foi morto.

As gangues das torcidas "organizadas", que pra mim são sinônimo de "facção criminosa", não estavam interessadas em jogo nenhum.

O negócio era bater no rival com o que tivesse na mão! Barra de ferro, vidro, pedra... só porque ele torce por um clube diferente.

Todos apanharam muito e bateram muito!

A culpa é da polícia militar?

Claro que não!

Muitos deles nem saíram pra trabalhar, por conta dos protestos dos familiares, reivindicando melhores condições de trabalho.

Uma manifestação justa. Uma causa justa.

Mas, infelizmente, um movimento que retirou policiais de uma zona de conflito generalizado.

Eram apenas 54 policiais, para um público estimado de 30 mil pessoas!

Um torcedor morto e outros oito feridos foi um dano até pequeno, se formos considerar centenas de pessoas em clima de guerra.

A tragédia poderia ter sido muito maior, com uma verdadeira carnificina nas imediações do estádio e muitos inocentes pagando o pato.

Infelizmente o que aconteceu no clássico, retrata a falência econômica, moral, ética e política do Estado do Rio de Janeiro.

O descaso com o Maracanã e com os outros complexos olímpicos estão aí pra confirmar que tem muita coisa errada.

E não me venham dizer que a solução é torcida única!

Esse tipo de coisa não resolve nada!

Só ajuda a confirmar a falência do futebol brasileiro e do país de uma forma geral.

Até a próxima.