Noite gloriosa

É gente...

O Botafogo não é mais aquele que deixava a sua torcida frustrada.

Aquele time que sempre levava gol nos minutos finais.

Que estava acostumado a ter um final de história infeliz.

O que se viu diante do Colo Colo, foi um Botafogo aguerrido e que em nenhum momento deixou de acreditar.

E olha que parecia que tudo ia dar errado de novo.

A começar pela contusão do Camilo, momentos antes da equipe entrar em campo.

Depois teve o gol sofrido logo com dois minutos. Um gol contra ainda por cima.

Confesso que, naquele momento, cheguei a desacreditar que haveria forças para uma reação.

Mas, depois do gol sofrido, o que se viu foi uma equipe com coragem pra tomar a iniciativa.

Se não fosse o bom goleiro paraguaio Vilar, o Botafogo já teria empatado no primeiro tempo.

No segundo tempo o time teve que se arriscar mais ainda no ataque e acabou dando espaços.

Quis o destino que o glorioso empatasse perto do final da partida, tirando qualquer chance de reação do adversário.

Um adversário que não jogou bem e fora de campo deu várias bolas fora.

A começar pela tinta fresca no vestiário alvinegro para prejudicar os visitantes.

Terminando com a falta de educação da torcida, que jogou vários objetos no gramado e nos torcedores rivais.

pimpao Noite gloriosa

Rodrigo Pimpão fez o gol da classificação

Valeu pela bravura de um elenco que mostrou uma força mental muito grande. A recompensa acabou vindo.

Agora é esperar pelo próximo adversário, que sai do confronto entre o vice-campeão do ano passado, o Independiente Del Valle, e o Olimpia.

No primeiro jogo o Del Valle ganhou em casa por um a zero. A segunda partida será nesta quinta em Assunção.

É meus amigos...

Será mais um mata-mata dificílimo.

O sofrimento não vai acabar.

A esperança de chegar na fase de grupos também não.

Parabéns Botafogo!