Posts de 11 de janeiro de 2017

Para se tornar um grande

Começa hoje o Mundial de Handebol masculino, na França.

O país anfitrião é bicampeão olímpico e foi prata nos Jogos do Rio, perdendo a final pra Dinamarca.

Jogando em casa, ela é a grande favorita do torneio.

O Brasil faz a sua estreia exatamente contra os franceses nesta quarta-feira. Justamente a equipe que nos tirou da Olimpíada nas oitavas-de-final.

Uma eliminação que não chegou a ser um resultado surpreendente, mas confesso que depois da boa primeira fase do Brasil, com vitórias sobre Alemanha e Polônia, eu tinha esperança de que o Brasil ganhasse o jogo.

A nossa seleção começou bem e arrancou um empate (16 x 16), no primeiro tempo. Veio o segundo tempo, e o elenco mais forte da França fez diferença.

A equipe conseguiu rodar mais seus jogadores sem perder o nível. Já o Brasil não tem tantos jogadores a altura no banco de reservas.

Cansado, o time perdeu por 18 a 11 o segundo tempo e deu adeus aos Jogos.

Voltando ao campeonato mundial deste ano, o Brasil caiu num grupo forte. Além da França, enfrenta a Polônia, bronze no último mundial, e a sempre duríssima Noruega.

Sem falar na Rússia, que ficou de fora dos dois últimos Jogos, mas já conquistou quatro ouros olímpicos, e o Japão, que quer fazer uma boa campanha já pensando em Tóquio 2020.

A boa notícia é que são quatro grupos de seis equipes e os quatro primeiros se classificam. Se tudo correr bem, conquistaremos a classificação para as oitavas sem correr muito risco.

Acho que esse é o momento para o handebol masculino impor o mesmo respeito que as mulheres.

O time conta com jogadores espalhados por várias ligas espalhadas pelo mundo.

O técnico Washington Nunes, que assumiu em setembro no lugar do espanhol Jordi Ribera, manteve a base das olimpíadas.

11 dos 14 jogadores do grupo, estiveram no Rio.

Entrosamento não será o problema. Juventude também não, já que o time era o segundo mais jovem dos Jogos.

NOT GRD 0000032101 Para se tornar um grande

Washington Nunes assume seleção pela terceira vez na carreira

A Espanha é a favorita do grupo B. Alemanha e Croácia são os destaques do grupo C. No D, a campeã olímpica Dinamarca deve ficar em primeiro lugar.

Abaixo você confere o calendário do Brasil e os demais grupos do mundial.

Vale a nossa torcida.

Jogos do Brasil

Horário de Brasília
Quarta-feira (11)
17h45 - França x Brasil
Sábado (14)
11h45 - Brasil x Polônia
Domingo (15)
17h45 - Brasil x Japão
Terça-feira (17)
11h - Noruega x Brasil
Quinta-feira (19)
11h - Rússia x Brasil
Grupo B: Espanha, Angola, Tunísia, Macedônia, Eslovênia e Islândia
Grupo C: Alemanha, Arábia Saudita, Chile, Hungria, Bielorrússia e Croácia
Grupo D: Catar, Argentina, Bahrain, Egito, Suécia e Dinamarca.

 

 

Página 1 de 11