Os ferozes chineses

A janela de transferência do futebol chinês está aberta e ainda pode levar muita gente.

Dinheiro é o que não falta.

Basta lembrar que o argentino Carlitos Tevez acertou com o Shanghai Shenhua e vai ganhar 129 milhões de reais por ano.

Com este contrato, ele passa a ser o jogador mais bem pago do mundo.

E olha que o Tevez nem é considerado um atacante de elite do futebol mundial.

Não se compara com as estrelas dos grandes times da Europa.

Alguns deles foram sondados e receberam propostas milionárias, mas acabaram recusando.

Cristiano Ronaldo, por exemplo, chegou a ter uma oferta de espantosos 340 milhões de reais por ano para atuar na liga chinesa, mas não aceitou alegando que dinheiro não é tudo.

A exceção foi o meia brasileiro Oscar, que estava muito bem no Chelsea da Inglaterra, mas resolveu aceitar a grana do Shanghai SIPG, time dos compatriotas Hulk e Elkeson.

Na equipe chinesa, ele vai ganhar cerca de 7 milhões de reais por mês.

No caso dele, o dinheiro falou mais alto.

Não cabe aqui julgar a prioridade nem a necessidade de cada um.  Mas Oscar não ganhava mal no Chelsea e estava na vitrine do futebol mundial.

 Os ferozes chineses

Clube chinês desembolsou 206 milhões de reais para ter Oscar

O mesmo não podemos falar dos brasileiros que jogam por aqui.

Uma boa proposta financeira da China pode ser bem tentadora.

Vale lembrar que no início de 2016 o Corinthians teve o elenco desmantelado pelo mercado chinês.

Foram embora do campeão brasileiro na época, Renato Augusto, Jadson, Gil e Ralf.

Esse é o medo que muitos clubes daqui estão sentido agora.

Será que alguns times serão desmontados como no ano passado?

O Palmeiras, atual campeão, que se cuide.

Mas não tem só gente indo não.

Montillo voltou da China e acertou com o Botafogo.

Luiz Fabiano também cansou de lá, mas ainda não acertou com nenhum clube.

Até a próxima.